sexta-feira, 20 de março de 2009

Em meio à crise, Parnamirim concede aumento a vereadores e funcionários


Não teve queda do Fundo de Participação dos Municípios que abalasse o otimismo do prefeito de Parnamirim, Maurício Marques (PDT).

Ele acaba de sancionar o aumento que os vereadores se deram, reajustou o salário mínimo acima do definido pelo Governo Federal e concedeu aumento de 7% no salário de todos os funcionários – exceto cargos comissionados. A resolução foi publicada hoje (20) no Diário Oficial.

Os vereadores e todos os funcionários efetivos da Câmara Municipal ganharão agora 12,05% acima dos antigos salários. E não é só isso: cada um terá mais R$ 50 uma vez por ano só para comemorar o aniversário. A decisão é retroativa ao mês de fevereiro.

O salário mínimo na cidade agora é de R$ 480, e os servidores – exceto os que possuem cargos comissionados - que recebem acima disso terão aumento de 7% em seus rendimentos, e também retroage a fevereiro.

“Dei o aumento porque a Prefeitura pode pagar. Não vou deixar o funcionário sofrer com a desvalorização da inflação”, afirmou Maurício Marques, acrescentando que a crise financeira e a consequente queda na arrecadação dos impostos não afetará a folha de pagamentos do município, que gira em torno de R$ 3 milhões por mês.

O discurso do pedetista vai na contramão da maioria dos prefeitos do Rio Grande do Norte, que reclamam de dificuldades com a folha, e do próprio Governo Federal, que já acena com o não reajuste dos servidores federais.

Os novos concursos públicos já foram cancelados pelo presidente Lula. A receita mensal de Parnamirim caiu pela metade em fevereiro e ficou em R$ 9 milhões. A previsão de queda do FPM em março é de 40% em relação a 2008.

Nada, porém abala o otimismo do prefeito. "Já abri uma conta separada só para a primeira parcela do 13o. O dinheiro já está separado."
FONTE - www.nominuto.com

Nenhum comentário:

Rádio ao Vivo Clique no PLAY