domingo, 19 de novembro de 2017

Ter um cão diminui risco de doenças cardiovasculares, diz estudo



Um estudo da universidade sueca Uppsala publicado online nesta sexta-feira, 17, na revista científica Nature, conclui que ter um cão pode reduzir o risco principalmente de doenças cardiovasculares, mas também outros problemas de saúde. Isso porque eles dão apoio e motivação para a prática de exercícios físicos, explica o estudo. Portanto, não é surpresa que as raças consideradas de caça foram as que mais reduziram o risco de doenças do coração para os donos.
Apesar de os pontos positivos serem observados na população em geral, os solteiros parecem ser ainda mais beneficiados pelos cães em casa. Para eles, assim como para os idosos, ter um pet não aumenta apenas a frequência de prática de atividades físicas, mas também alivia a sensação de isolamento social.
Os pesquisadores responsáveis pelo estudo reconhecem que diversas pesquisas já haviam mostrado possíveis correlações entre ter um cão e ser mais saudável, mas afirmam que sempre houve limitações nas descobertas. Esta pesquisa, por outro lado, analisou dados de mais de 3,4 milhões de suecos durante 12 anos
Para selecionar os participantes, houve o cuidado de excluir a parte da população com menor risco de desenvolver doenças cardiovasculares. Portanto, a faixa. de idade dos participantes era de 40 a 80 anos completos em 2001. Mesmo entre eles, alguns precisaram ser excluídos da pesquisa por diversos fatores, como falta de informação no sistema médico do país ou os que haviam passado por certas cirurgias no coração.

Um facilitador para o estudo foi o sistema de identificação de cães na Suécia. Desde 2001, todos os cachorros têm um identificador único, que pode ser uma tatuagem na orelha ou um chip subcutâneo, registrado no Conselho de Agricultura do país. As informações sobre os pets foram cruzadas com os dados sobre as causas de morte dos indivíduos.


Compartilhar:

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

CAIXA PAGA NA SEXTA-FEIRA ABONO DO PIS PARA TRABALHADOR NASCIDO EM NOVEMBRO


A Caixa Econômica Federal começa a pagar – a partir da próxima sexta-feira (17) – o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) calendário 2017/2018, ano-base 2016, para os trabalhadores nascidos em novembro. Os valores variam de R$ 79 a R$ 937.
O abono estará disponível para os inscritos há pelo menos cinco anos no PIS e que tenham trabalhado com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2016, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.
No total, os recursos liberados chegam a mais de R$ 1,2 bilhão para 1.778.726 pessoas. Para obter informações sobre o valor a receber, o trabalhador pode acessar o sitewww.caixa.gov.br/PIS ou ligar para o telefone: 0800 726 0207. Quem tem conta na Caixa receberá o benefício automaticamente a partir de hoje (14).

O trabalhador com o Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, um ponto de atendimento Caixa Aqui ou aos terminais de autoatendimento do banco. Quem não tem o cartão e não tenha recebido automaticamente em conta, o abono pode ser retirado em qualquer agência da Caixa, basta apresentar o documento de identificação.
Compartilhar:

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Fora do Mundial.


A itália pressionou durante os 90 minutos, mas não conseguiu superar a barreira montada pela Suécia e ficou no 0 a 0, no Giuseppe Meazza, em Milão. O resultado deixou a Azzurra fora da Copa do Mundo pela primeira vez desde 1958, após ter perdido, em Solna, na partida de ida por 1 a 0. É a única seleção campeã mundial que vai ficar fora da competição. Por outro lado, os escandinavos voltam após ausência em 2010 e 2014.

Sem Verratti, o técnico Giampiero Ventura colocou o ítalo-brasileiro Jorginho como titular. O jogador do Napoli foi bem, principalmente na etapa inicial, e conseguiu desafogar o meio de campo da Azzurra, com bons passes que não visavam apenas aos alas Candreva e Darmian. No ataque, o treinador entrou com Gabbiadini, deixando Belotti como opção. De Rossi também ficou no banco. 

A Itália foi para cima e dominou todo o primeiro tempo. A seleção adiantava a marcação, pressionava a saída de bola e não deixava a Suécia sair para o jogo. Em dois lances na frente, os escandinavos pediram pênalti, após a bola bater no braço de Darmian e Barzagli. Os italianos também pediram uma penalidade em Parolo. Nas três ocasiões, o árbitro mandou seguir. 

No fim, classificação sueca, que se garante na Copa do Mundo.


Compartilhar:

sábado, 11 de novembro de 2017

GP Brasil


O treino classificatório para o GP do Brasil trouxe uma surpresa logo em seus primeiros minutos. Lewis Hamilton perdeu a mão do carro na curva do Laranjinha, bateu na barreira de pneus e foi obrigado a abandonar a tentativa de conquistar mais uma pole na temporada. Com isso, a disputa pelo primeiro lugar ficou restrita ao companheiro de equipe Valtteri Bottas, e a dupla de pilotos da Ferrari: Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen. Melhor para o finlandês da Mercedes, que com 1m08s322 anotou a terceira pole position dele na carreira.
Na sequência ficaram Vettel (1m08s360) e Raikkonen (1m08s360). Os dois carros da RBR completaram os cinco primeiros, sendo Max Verstappen o quarto, Daniel Ricciardo o quinto. Destaque positivo para a excelente volta de Sergio Pérez (1m09s598), o sexto com a Force India. Fernando Alonso também foi bem, tirou tudo da McLaren e foi o sétimo mais rápido. Na briga interna da Renault, melhor para Nico Hulkenberg, em oitavo, enquanto Carlos Sainz Jr foi o nono. Felipe Massa fechou em décimo, mas larga em nono graças à punição de Ricciardo (+10) por troca na unidade de motor.
Globo Esporte


Compartilhar:

RN DEVE RECEBER R$ 1,3 BILHÃO ATRAVÉS DO “AGORA, É AVANÇAR.



O Rio Grande do Norte deve receber investimento de R$ 1,3 bilhão em 209 obras. Os recursos fazem parte do programa “Agora, é Avançar”, que foi lançado nesta quinta-feira (9) pelo presidente Michel Temer.
Segundo informações do Palácio do Planalto, estão previstas obras de creches, escolas, moradias, quadras poliesportivas e cidades digitais, além da recuperação de barragens, esgotamento sanitário e abastecimento de água.


Confira o detalhamento dos recurso: R$ 42,1 bilhões do orçamento geral da União; R$ 29,9 bilhões da Caixa Econômica Federal, do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social); R$ 58,9 bilhões de empresas estatais do setor de energia, em especial a Petrobras.
Compartilhar:

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Enem 2017


Dos 6,73 milhões de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, 30,2% não compareceram ao primeiro dia de provas. Esse é o maior índice de abstenção desde 2009, quando foram registradas 37,7% de ausência.
No total, 273 pessoas foram eliminadas no primeiro dia, sendo que 264 foram por descumprimento das regras gerais do edital e nove por terem algum equipamento identificado pelos detectores de metal. Em 2016, o exame teve 3.942 eliminações ao final do primeiro dia e 4.780 no segundo.
Não foi identificado nenhum caso de candidato usando ponto eletrônico, apenas uma pessoa que usava um fone de ouvido, que foi desclassificada. “A própria divulgação de que estamos utilizando equipamentos que identificam o uso de transmissores deve ter inibido os malfeitores que tentam ir no caminho dessa fraude”, disse o ministro da Educação, Mendonça Filho, em entrevista agora à noite. Neste ano, pela primeira vez foram utilizados detectores de ponto eletrônico.
O Inep também identificou dois casos de pessoas que saíram do local da prova antes do horário e também foram eliminadas. Um candidato foi identificado com um cigarro de maconha no bolso, mas ele pôde concluir a prova.
Duas turmas não conseguiram concluir a prova por falta de energia, uma em Teresina (PI) e outra em Uruaçu (GO). Esses alunos terão que refazer a prova em dezembro e, segundo o Inep, não serão prejudicados.
De acordo com o instituto, o participante isento de pagamento da taxa de inscrição do Enem 2017 que não compareceu às provas e deixar de justificar essa ausência do sistema de inscrição do Enem 2018, por meio de documento legal, perderá o direito a nova isenção.


Compartilhar:

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Jovem potiguar canta hit de Bruno Mars no The Voice Brasil e conquista jurados


O The Voice Brasil encerrou as audições às cegas nessa quinta-feira (26), e dentre os nove cantores selecionados para completar o time de Ivete Sangalo, Carlinhos Brown, Michel Teló e Lulu Santos, está o potiguar Victor Filgueira. O jovem talentoso tem apenas 19 anos e é do município de Arez, no Rio Grande do Norte.
Em look bem estiloso, Victor subiu no palco do programa para interpretar o hit “That’s What I Like”, do astro pop norte-americano Bruno Mars, e não é que ele arrasou? O potiguar acabou conquistando os quatro jurados, que viraram as cadeiras para disputar o artista.


No final, como era esperado, ele acabou escolhendo entrar no time de Lulu Santos, que já havia o elogiado em outro momento por seus vídeos na internet. Para quem não sabe, Victor tem ganhado bastante visibilidade graças ao seu canal no Youtube. Lá você vai encontrar ele fazendo covers de artistas como Alicia Keya, Vanessa da Mata e até da drag queen sensação do momento Pabllo Vittar.
Compartilhar:

AGÊNCIA DOS CORREIOS DE NÍSIA FLORESTA SEGUE COM SERVIÇOS BANCÁRIOS ATÉ JANEIRO


Os Correios seguem disponibilizando os serviços bancários à população do município de Nísia Floresta até o dia 31 de janeiro de 2018. A informação foi confirmada por Sivaldo Ferreira – gerente da agência nisiaflorestense.
O Banco do Brasil e os Correios firmaram um acordo para compartilhar despesas com a vigilância. Dessa forma, as agências do Rio Grande do Norte que estavam operando com Banco Postal até o dia 11 de outubro, tiveram o serviço mantido até janeiro do ano que vem, quando o tema deve voltar a ser discutido e analisado por ambos.

Em novembro, as agências potiguares que haviam encerrado os serviços bancários por falta de vigilância irão restabelecer esse atendimento em virtude de um contrato emergencial junto à empresa que fornece os vigilantes. Fonte Nísia Digital
Compartilhar:

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Secretária de Educação participa de seminário


A Secretaria Municipal de Educação de Nísia Floresta  através da secretária Valéria Aquino e Joseneide Viana Coordenadora Administrativa e Financeira,  está participando do 1º Seminário Técnico da UNDIME São Paulo.
O evento  que acontece entre os dias 16 e 18 de outubro, na cidade de Campos do Jordão/SP.
O seminário tem como finalidade  unir gestores e demais profissionais da área educacional para o compartilhamento de saberes e experiências na gestão como forma de permitir o avanço na gestão da Educação Pública Municipal em todo o país.
Compartilhar:

domingo, 15 de outubro de 2017

Preço dos alimentos cai e classes C e D voltam às compras


Depois de passar dois anos consumindo apenas o básico, as famílias de baixa renda estão aos poucos retomando as compras. O recuo no preço dos alimentos, que pesa mais no bolso dos mais pobres, está abrindo espaço para gastos que até pouco tempo essa parcela da população não pensava em fazer, como comprar um eletrodoméstico novo ou trocar o carro usado por um melhor.
Os dados oficiais ainda não capturaram o efeito que o aumento do poder de compra das famílias de baixa renda teve no consumo nos últimos meses, por causa da queda da inflação. Mas uma série de indicadores já apontam nessa direção. Em setembro, o fluxo de pessoas nos shoppings do país teve o maior crescimento desde 2015, puxado pelos shoppings populares. Trabalhadores que ganham até dois salários mínimos são maioria entre os que limparam o nome no serviço eletrônico da Serasa Experian. E nas lojas de eletrodomésticos, outro sinal concreto: a venda de TVs básicas, por exemplo, está crescendo mais do que a dos aparelhos mais sofisticados.
As mudanças no cenário mais favorável ao consumo começaram em meados do ano, quando a inflação, especialmente a dos brasileiros de menor renda, bateu no fundo do poço. Em junho, tanto o custo de vida das famílias que ganham até 4.685 reais, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), do IBGE, quanto as com renda de até 37.480 reais, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), registrou deflação. Mas a queda maior ocorreu entre os mais pobres. O INPC caiu 0,30% em junho, enquanto o IPCA recuou 0,23% no mesmo período. De lá para cá, o cenário só tem favorecido os mais pobres. Em agosto e setembro, o INPC teve deflação, enquanto o IPCA foi positivo, porém em níveis baixos.


Compartilhar:
Postagens mais antigas → Página inicial

Redes Sociais

A melhor programação

Seguidores do Google

Arquivo