sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

“Sempre tive gestão pautada na transparência", afirma Disson


Denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por envolvimento em acusadas de envolvimento em um esquema de desvio de recursos públicos em Goianinha, o ex-prefeito Rudson Lisboa, o “Disson”, disse que ainda não teve conhecimento da denúncia.

Em conversa com o portal Nominuto.com, o ex-gestor informou que as denúncias foram motivadas pelo depoimento do empresário empresário Ernani Teles de Castro Júnior, que é seu cunhado. “Ele é um desafeto que tenho e já tinha dito que queria me prejudicar”, declarou.

Questionado acerca do teor das denúncias do MPF, “Disson” afirmou que “não consta isso na história de Goianinha”. “Sempre tive uma gestão pautada na transparência. O povo sabe onde era aplicado o dinheiro da cidade”, declarou.

"Disson" ressaltou que não tem qualquer contato com o cunhado a quem ele acredita tenha feito a denúncia à Justiça. "Ele pelo jeito é um homem de palavra forte", comentou o ex-gestor quanto ao cunhado. No começo desta semana, o ex-prefeito entregou ontem uma carta-renúncia colocando à disposição o cargo de diretor-administrativo da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) onde estava lotado recentemente.

No documento, ele relatava como um dos motivos da saída do cargo o que chamou de “noticias requentadas ao sabor das vaidades pessoais; acusações infundadas, maledicentes e que se encontram sob o crivo do judiciário e do Ministério Público; manifestações de caráter político-partidário, de uma oposição raivosa, cujos adversários são velhos conhecidos da política norteriograndense, todas dirigidas a esse colaborador, e que tem como destino final a gestão inovadora que ora se inicia”.
FONTE-NOMINUTO.COM
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Redes Sociais

A melhor programação

Seguidores do Google

Arquivo