segunda-feira, 28 de outubro de 2013

DIA DAS CRIANÇAS NA BIBLIOTECA DONA "MARIINHA"

Por Redação, do Nísia Digital. Um trabalho de equipe. É assim que se pode traduzir todas as ações que vêm sendo desenvolvidas no Projeto da Biblioteca Comunitária; “Dona Mariinha” desde que foi inaugurada, dia 27 de julho de 2013. O evento “CRIANÇA BRINCA, APRENDE E CANTA COMO CRIANÇA”, realizado nessa sexta-feira, 25, soma o terceiro de destaque realizado no espaço. Todos com uma característica bem singular: cultural e educativo. Esse traço coaduna com a filosofia do projeto desde o ato de sua criação.
O evento prestou homenagem ao dia da criança, que foi comemorado dia 12 no calendário, mas por motivo de compromisso da agenda da professora Rejane, não pode ser executado nesse dia. A cada ação cultural e educativa realizada, percebe-se o grau de comprometimento e dedicação de toda equipe envolvida. Considerando-se que se trata de um projeto mantido 100% pela ação do voluntariado, é visível o nível de organização e criatividade e união com que todo trabalho é pensado, planejado e realizado.
As crianças tiveram a oportunidade de resgatar e vivenciar as brincadeiras, jogos e desafios que eram praticados na infância dos adultos. Além de ser recepcionadas com uma peça teatral do Chapeuzinho Vermelho em nova versão. A peça foi criada pela professora de Teatro, a curitibana Karla, e apresentada pelos jovens voluntários do projeto. A equipe de moradores da região também prestou valiosa contribuição na realização das brincadeiras e organização do ambiente A professora Rejane junto a sua rede de amigos (de Natal) e parceiros conseguiu uma significativa doação de brinquedos que pode contemplar o desejo de todas as crianças presentes no evento.
A FM Executivo e a Unifacex, nas pessoas do Sr José Maria e sua esposa Valéria Aquino, doaram duas bicicletas e lancheiras. Leda Empório também prestou preciosa contribuição com brinquedos. Essa é a segunda colaboração de Leda à biblioteca, situada na comunidade de Tororomba – Nísia Floresta. “É uma alegria compartilhada poder contar com todo esse grupo de pessoas que acolheu, com tanto carinho, amizade e amor, esse projeto de promoção à leitura, à cultura e à cidadania”, mesmo com um ritmo de trabalho intenso, nos últimos, meses, poder proporcionar momentos de felicidade que a gente percebe no olhar dessas crianças, não tem preço”, reflete a professora Rejane Souza, idealizadora do projeto da Biblioteca.
O sucesso do evento só vem consolidar esse espaço lúdico de leituras diversas em Nísia Floresta. A prova disso são as publicações em jornais já realizadas e a disseminação do projeto em outros Estados do Brasil. Confira mais fotos do evento abaixo (Créditos: Agripino Junior/Nísia Digital):

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

DIA DO EVANGÉLICO, AÇÃO SOCIAL.

Por Redação, do Nísia Digital. A União dos Evangélicos de Nísia Floresta (UNENF) está na reta final dos preparativos para a realização da quarta edição do “Dia do Evangélico” na cidade. A ação está se consolidando no calendário municipal de eventos. Para esta edição, além dos momentos de pregação e louvor, no âmbito religioso, estará de volta as ações sociais, com atendimentos nas áreas médica, social e jurídica à população nisiaflorestense. O primeiro momento acontecerá na próxima sexta-feira, dia 18, no Centro de Eventos da comunidade do Alto Monte Hermínio. A ação social contará com atendimento médico nas seguintes especialidades: clínico geral, dentista, terapeuta ocupacional, nutricionista, pediatria, além de aplicação de vacinas e flúor e a apresentação teatral com temáticas relacionadas à saúde. Além das ações e atendimentos na área da saúde, o público que comparecer ao local terá a sua disposição: corte de cabelo; serviços de mão e pé de cure; presença da Cruz Vermelha; assistência social; orientações jurídicas, e um curso de biscuit. Tudo de forma 100% gratuita. É importante avisar que as pessoas devem chegar cedo para usufruírem do que será oferecido. Já no último sábado de outubro, dia 26, será a vez das atividades religiosas. Por volta das 17h, a “marcha para Jesus” sairá da comunidade do Porto, se dirigindo até o Centro da cidade, acompanhados por um grande trio elétrico. Em um palco que será montado em frente à praça Coronel José de Araújo, haverá o momento de louvor com as seguintes atrações: Marcos Antônio e Mariano Sá & Banda, ambos de Pernambuco. E ainda a pregação da palavra, que será proferida pelo pastor Alex Moreno.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Bancos Públicos abrem nesta terça-feira.

Responsável pelo pagamento de benefícios como Bolsa Família, Auxílio-Desemprego, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), prêmios das loterias, além de análise dos dossiês das famílias de baixa renda sorteadas com imóveis do Minha Casa Minha Vida, a Caixa Econômica Federal chegará segunda-feira ao 26º dia de greve em alguns Estados brasileiros. Levantamento feito pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) mostra que a greve dos funcionários da Caixa, iniciada no final de setembro, ainda perdura sete estados: Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Bahia, Ceará, Paraíba, Sergipe e Alagoas. Sindicatos ligados a Conlutas acrescentaram mais alguns: Maranhão, Santa Catarina, Mato Grosso e Pará. O levantamento mostra ainda que a greve é geral em dois bancos cujo foco de atuação é direcionado ao desenvolvimento regional: o Banco do Nordeste (BNB) e Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul). No Rio Grande do Norte, os bancários da rede privada decidiram, na assembleia de sexta-feira à noite (11), acatar a proposta de reajuste salarial apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e voltam ao trabalho amanhã (14). Já os bancários do Banco do Brasil, Caixa Econômica e Banco do Nordeste realizam assembleia no final da tarde da segunda-feira para decidir o futuro do movimento. A tendência é que voltem ao trabalho na terça-feira, dia 15, uma vez que o impasse sobre as reivindicações salariais foi solucionado e a proposta dos patrões aceitas pela categoria. Nas redes sociais, uma pergunta vem sendo feita desde o final da noite da última sexta-feira, quando foram encerradas as assembleias dos bancários de norte a sul do País: “Por que os bancários da rede pública não seguiram o caminho dos trabalhadores da rede privada e mantiveram a greve?” Segundo Marta Turra, coordenadora geral do Sindicato dos Bancários do RN, questões específicas, como o pagamento integral de horas extras e dos dias parados, além da contratação de mais servidores para atuar nos bancos públicos, foram os motivos. “Não tivemos garantias em relação a isso." À TN Online, ela previu que a greve será encerrada amanhã e que Banco do Brasil, Caixa e Banco do Nordeste abrirão normalmente na terça-feira. “Nossa luta pela ampliação do quadro de pessoal nos bancos públicos vai continuar em outras frentes. O Banco do Brasil já acenou com a contratação de 3 mil trabalhadores, o que achamos muito pouco para atender às demandas. No caso da Caixa Econômica, nem isso. Temos consciência de que o grande problema dos bancos públicos, hoje, é a falta de pessoal. Se nos dessem a opção, trocaríamos o reajuste salarial pela contratação de mais pessoal para atender ao público”, disse Turra, que é funcionária da Caixa Econômica. Depósitos Desde a semana passada, os clientes dos bancos em greve vêm reclamando das dificuldades para fazer depósitos em cheque ou dinheiro nas agências da Caixa Econômica e do Banco do Brasil em Natal. Além da falta de envelopes, eles dizem que foram desativadas as opções "depósito" e "pagamento em dinheiro" nas máquinas de autoatendimento Dono de um pequeno comércio de confecções - fardamentos para microempresas -, Daniel Gurgel é um dos prejudicados. Ele recebeu um cheque de um cliente na quarta-feira da semana passada e até ontem (sábado) tentava depositá-lo numa conta que mantém na CEF. Já perambulou por agências na Cidade Alta, Ribeira, Petrópolis e Parnamirim, mas em todas elas não há opção de depósito. O Procon já aplicou multas nos bancos, mas o problema não foi resolvido. Na manhã deste domingo, a TN Online visitou algumas agências. A opção nos caixas eletrônicos permanecia desativada. "No Banco do Brasil, 222 funcionários não aderiram à greve. Se o banco quisesse, teria como manter esse serviço, mas as prioridades deles são outras", disse Marta Turra.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

FALTA DE EDUCAÇÃO CAUSA ACÚMULO DE LIXO NA LAGOA DO BONFIM

Por Agripino Junior, do Nísia Digital. A maior lagoa do município de Nísia Floresta, a do Bonfim, tem sido palco de atitudes que demonstram extrema falta de educação por parte de uma parcela de banhistas que frequentam o local. A conselheira tutelar e frequentadora assídua dessa riqueza natural, Elaine Cristina, enviou imagens à redação do Nísia Digital, que comprovam certo acúmulo de lixo em um trecho da lagoa, material oriundo da falta de consciência ambiental de outros frequentadores.
Esse tipo de situação não é exclusividade do Bonfim, vem acontecendo também em diversas outras lagoas e nas praias do litoral nisiaflorestense. São sacolas, garrafas, copos, pacotes de salgados, plásticos, vidros, entre outros tantos materiais que trazem sérios prejuízos ao ecossistema dessas regiões. Através das redes sociais, moradores das redondezas do Bonfim solicitam do poder público uma limpeza no local, afirmando que se não acontecer, eles mesmos irão organizar um mutirão de limpeza na lagoa. Recentemente a empresa contratada pela Prefeitura Municipal de Nísia Floresta para cuidar da limpeza da cidade, esteve realizando o serviço nas intermediações na lagoa do Carcará e, perfeitamente, pode fazer o mesmo no Bonfim. Faz parte dos deveres do poder público realizar os reparos, mas uma questão cultural é algo muito complicado de combater. Um trabalho de conscientização talvez fosse mais eficaz.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

CÂMARA DE NÍSIA FLORESTA DEBATE MAIS UMA VEZ O TRANSPORTE PÚBLICO

Por Agripino Junior, do Nísia Digital. A Câmara de Nísia Floresta realizou, na manhã desta segunda-feira, dia 30, uma audiência pública para mais uma vez debater a questão do transporte público da cidade. Junto ao presidente da casa, vereador Jorge Januário, e dos demais vereadores, estiveram representantes da secretaria municipal de transporte e viação, da empresa Barros, da empresa Campos, da associação de transportes alternativos e da procuradoria da Prefeitura Municipal.
A maioria das discussões giraram em torno da criação de novas linhas e extensão de já existentes e a competência para tal; o cumprimento dos horários, especialmente pelos alternativos; sobre a legalização de novos tipos de serviços de transporte para atuarem no município, e sobre as ações da secretaria municipal competente. O espaço destinado aos populares esteve repleto, principalmente pela presença de proprietários dos alternativos. Os representantes das empresas Barros, que explora diversos pontos na cidade, e da Campos, que atua mais na região da “Rota do Sol”, frisaram que sempre há interesse em ampliar as linhas, mas desde que haja demanda de passageiros suficiente e uma melhor condição das estradas estaduais e municipais que cortam a cidade, o que atualmente não acontece. Ambos se mostraram abertos para diálogos futuros.
O secretário adjunto de transporte e viação de Nísia Floresta, Laércio Bezerra, e o vereador Eugênio Gondim elevaram a temperatura das discussões. Em alguns momentos, a discussão ganhou um tom muito pessoal, com algumas trocas de acusações. Depois das declarações de ambos, réplicas e tréplicas, não chegou-se à um consenso de quem estava com a razão. O vereador Marcelo Mesquita chegou a pedir bons modos. Os vereadores Eugênio Gondim, Polyana Dias e Leila Emiliano questionaram a hipótese de que eles estariam contra aqueles que trabalham com os transportes alternativos. Eles negaram e ainda perguntaram em que eles estariam prejudicando aquela classe trabalhadora e não obtiveram nenhuma resposta. Os três parlamentares afirmaram que acima de tudo estaria o interesse da população que os procuram.
A procuradora da Prefeitura Municipal, Sanzia Cavalcante, tentou esfriar o clima dizendo que, para que a discussões fossem de fato produtivas, eles deveriam ser mais objetivas e de uma forma mais branda. Disse ainda que realmente um projeto de lei, vindo da Casa Legislativa, de autoria do vereador Eugênio, foi apreciado e posteriormente vetado pela prefeita Camila Ferreira. Sanzia disse que no tocante da área jurídica, bastava observar as leis para as questões serem resolvidas. O presidente da associação dos transportes alternativos, o ex-vereador, Joca, afirmou que a classe trabalha com muitas dificuldades na cidade. Dizendo estar sempre aberto ao diálogo, ele frisou também que os associados não gostaram muito de ter sido colocado uma espécie de fiscal na rodoviária de Nísia, já que tem outros fiscais da associação e, segundo Joca, eles cumprem os horários corretamente. Encerrando as discussões, Laércio pediu que ambas representações se programassem e sentassem novamente para debater com mais calma sobre as dificuldades ainda existentes no transporte público local, visando uma melhoria para os usuários, que no fim, são os grandes prejudicados em toda a história, sem deixar de lado o lado financeiro dos prestadores de serviços. Após o convite, o presidente Jorge, que tentou tocar a audiência da melhor maneira possível, deu por encerrada a reunião. A Câmara Municipal de Nísia Floresta voltará a se reunir na próxima quarta-feira, dia 2 de outubro, quando será realizada mais uma seção ordinária.

Rádio ao Vivo Clique no PLAY