segunda-feira, 22 de junho de 2009

América vence ABC, passa Vasco e entra no G4


Ao final do último Clássico Rei da história do Machadão, a festa foi vermelha. O América venceu o ABC pelo placar mínimo na noite deste sábado (20) e de quebra entrou no G4 da Série B ao final da 7ª rodada, passando o Vasco da Gama para assumir a quarta colocação. O herói do duelo de maior rivalidade no RN foi Sandro Hiroshi, que marcou o gol da vitória no segundo tempo.

No outro grupo, do lado de baixo da tabela, está a equipe abcedista. Mesmo tendo criado boas chances, o Alvinegro parou no goleiro Rodolpho, na trave e na 17ª posição, dentro da zona de rebaixamento.

Violência em campo

O que pode ter sido o último clássico entre América e ABC no estádio Machadão - que tem a demolição marcada para janeiro de 2010 - começou com um bom público. Os 15 mil ingressos colocados a venda antecipadamente já haviam sido esgotados ainda nas primeiras horas da noite deste sábado (20), dia do jogo, e a carga extra de mais cinco mil entradas era vendida incessantemente para torcedores dos dois times.

O equilíbrio das torcidas na arquibancada se refletia dentro de campo. A primeira chance de gol do América veio aos sete minutos, em cruzamento na área de Guaru defendido por Paulo Musse. Um minuto depois, a resposta, com o chute de longe de Fausto. As chances também não foram tantas. Os dois times pareciam excessivamente nervosos e se preocupavam mais com a marcação do que em fazer o gol.

Essa tensão em campo se tornou violência com Ivan, aos 19 minutos. O experiente atacante agiu como estreante e deu um chute, sem bola, em Ricardo Oliveira. O árbitro viu e não perdoou. Ivan foi recebeu o cartão vermelho direto e foi para o vestiário mais cedo. Aos 28, Luciano Amaral seguiu a onda. Realmente sendo o estreante do time alvirrubro, o lateral fez falta dura em Rodriguinho, em lance de contra ataque, e também viu o vermelho.

O restante do primeiro tempo seguiu no mesmo ritmo, porém, com menos violência. Pode-se dizer que o ABC arriscou mais com chutes de fora da área, mas com a segurança do goleiro Rodolpho, as jogadas não chegaram a ser de perigo.

Jogo aberto após o gol

O América veio fulminante para o segundo tempo. Aos cinco minutos, contra ataque rápido puxado por Lúcio e do artilheiro rubro para Sandro Hiroshi, que ganhou na velocidade da defesa e tocou certeiro para o fundo do gol, abrindo o placar e marcando o gol que fez o Machadão explodir do lado americano.

Apesar de ser o único gol do jogo, até o árbitro apitar o fim do clássico parecia, realmente, que a rede seria balançada mais vezes. Isso porque João Paulo, criou mas parou no paredão Rodolpho e no travessão. Aos 33 minutos, em cobrança de falta, o jovem atacante abcedista chutou colocado e a bola, que seria indefensável para o goleiro rubro, bateu caprichosamente na trave e saiu pela linha de fundo.

Antes dessa chance do ABC, porém, o jogo teve muito mais mudanças - inclusive, de jogadores. Atrás no placar, o técnico Arturzinho ousou e colocou o time para frente, tirando Gaúcho e colocando Rafael e promovendo a entrada de Gabriel no lugar de Erandir. Guilherme Macuglia, do América, não recuou. Podendo fazer apenas uma alteração tática - o treinador teve que trocar dois no primeiro tempo por contusão - o técnico rubro colocou Helinho no lugar de Guaru.

Com o apito final do árbitro, o América já pensa na terça-feira (23), quando enfrenta a Ponte Preta, também no Machadão, pela 8ª rodada da Série B. Do outro lado, o ABC terá mais tempo para recuperar a equipe, repleta de jogadores do departamento médico. O time alvinegro só volta a campo no sábado (27), quando enfrentará o Atlético/GO, em Goiás.

Ficha técnica

América (1): Rodolpho; Thoni, Edson Rocha, Marcelo Ramos (Plínio) e Luciano Amaral; Jackson, Ricardo Oliveira (Alexandre), Everton César e Guaru (Helinho); Lúcio e Sandro Hiroshi. Técnico: Guilherme Macuglia.

ABC (0): Paulo Musse; Chiquinho, Gaúcho (Rafael), Leonardo e Marco Aurélio; Fabiano Silva, Fausto, Erandir (Gabriel) e Rodriguinho (Ricardinho); João Paulo e Ivan. Técnico: Arthurzinho.

Estádio: Machadão
Data: sábado (20), às 21h
Amarelos: Alexandre e Edson Rocha
Vermelhos: Ivan (19 min/1T) e Luciano Amaral (28 min/1T)
Gols: Sandro Hiroshi (6 min/2T)
Renda: R$ 213.100,00
Público: 14.685 pagantes
FONTE - www.tribunadonorte.com.br

Nenhum comentário:

Rádio ao Vivo Clique no PLAY