quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

PRF autua 97 pessoas por dirigirem alcoolizada

A Polícia Rodoviária Federal (PRF/RN) deve divulgar hoje o balanço final da Operação Carnaval, realizada da sexta-feira passada até ontem, quarta-feira de cinzas, nas estradas federais que passam pelo Estado. Em um levantamento prévio, porém, já é possível perceber que a insistência em transgredir a Lei nº 11.705, a chamada Lei Seca continua: quase 100 pessoas foram autuadas por ingerirem bebida alcoólica e dirigirem durante o carnaval.

Até a manhã de ontem, 97 testes do bafômetro deram positivo para a ingestão de bebida alcoólica em condutores - mais de 6% do número total de testes, que foi de 1.582. Desses, 57 foram apenas autuados - por apresentarem uma quantidade de até 0,29 decigramas de álcool por litro de sangue - mas 40 acabaram detidos por estarem com mais de 0,3 MG/L de álcool no sangue.

Segundo o inspetor Roberto Cabral, da PRF, mais 13 pessoas ainda foram presas por crimes diversos, como porte ilegal de arma de fogo. “No entanto, até o momento não há informação sobre a apreensão de drogas nas estradas”, afirmou o inspetor. Mais de 3.300 veículos passaram por vistoria da PRF, que multou 1.126 por infrações ao Código Nacional de Trânsito. “Foram multas por ultrapassagem indevida, não uso do cinto de segurança e irregularidades no veículo, por exemplo”, explicou Cabral.

Além de tirar motoristas embriagados das estradas, a PRF buscou evitar acidentes retirando também animais das rodovias. Foram 54, entre cavalos, burros e vacas, capturados pelos Policiais Rodoviários Federais que foram conduzidos aos órgãos municipais responsáveis nas cidades de Natal, Mossoró e Currais Novos.

Nas primeiras horas da manhã de ontem, foi registrado um trânsito lento nas estradas de acesso à capital do Estado – nas zonas Sul e Norte. No entanto, nenhum longo engarrafamento aconteceu. “O fluxo fica mais lento devido à grande quantidade de veículos. Mas tomamos algumas medidas para auxiliar a volta para casa, colocando agentes da PRF em pontos mais críticos”, disse Cabral.

FONTE - Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Rádio ao Vivo Clique no PLAY