quinta-feira, 28 de abril de 2011

Prorrogada por mais um mês validade das carteiras estudantis

O prazo de validade da carteira de estudante 2010 foi ampliado por mais um mês. Com isso, a data limite para a emissão da nova Identidade Estudantil Eletrônica segue até o dia 31 de maio de 2011. O prazo inicial para a emissão do documento seria encerrado no dia 30 de abril.



Em Natal estão disponíveis postos de atendimento para emissão do documento para alunos da rede pública de ensino (municipal, estadual e federal), na Semob (Ribeira), Ginásio Nélio Dias, Área de Lazer do Panatis (zona Norte), Centro Municipal de Referência em Educação Aluizio Alves (Cemure), na av. 9 ao lado da Rodoviária Nova e Estádio João Machado. O aluno terá que levar o RG e o Cartão Natal Card Estudante. Quem não tiver o cartão estudantil deve procurar os postos localizados na Semob (Ribeira), área de lazer do Panatis e Machadão.

Este ano, a carteira para os alunos da rede pública (municipal, estadual e federal) de ensino se vale do aproveitamento do cartão de passagens (o Natal card estudantil) emitido o ano passado, por meio da fixação de um selo, com as informações vigentes. Até o ano passado, eram dois documentos: a identidade estudantil e o cartão de bilhete eletrônico, que foram unificados.

A mudança tem base no Decreto nº 9.326, publicado no Diário Oficial do Município no dia 12 de março, que visa a oferta gratuita das carteiras aos estudantes da rede pública de ensino. Por meio de parceria entre a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) e o Seturn, onde o primeiro arcaria com os custos, segundo o decreto, e o Sindicato caberia a confecção, cancelamento, disponibilização, comercialização e distribuição das carteiras estudantis eletrônicas.

De acordo com o diretor do Departamento de Operações e Permissões da Semob, Márcio Ataliba, pelo menos 120 mil cartões de estudantes estão em circulação e serão reaproveitados com a implantação do novo documento.

Para assegurar que estudantes não serão lesados no direito à meia-entrada, o diretor de operações e permissões da Semob Márcio Ataliba ressaltou que a Prefeitura de Natal junto aos Procons Municipal e Estadual estão formulando portaria. “A carteira de estudante 2011 é oficial, gratuita (para os da rede pública) e válida para todas as atividades prevista em lei”, frisa Márcio Ataliba. Quanto à meia passagem intermunicipal, as negociações seguem entre o DER e Natal Card.

FONTE-TRIBUNA DO NORTE

terça-feira, 19 de abril de 2011

VEREADORES DE NÍSIA FLORESTA IRÃO INVESTIGAR OBRAS DA ADMINISTRAÇÃO GEORGE NEY


BLOG DALTRO EMERENCIANO

A Câmara Municipal de Nísia Floresta em sessão na manhã desta Segunda-Feira(18), levantou questionamentos sobre as denúncias de possíveis irregularidades na administração do prefeito George Ney, apresentadas pelo ex-vereador Zezinho Miranda.

Os vereadores tanto da oposição quanto da situação, usando o critério da transparência e do cuidado para não promover injustiças, resolveram de forma prudente e responsável, solicitar da população e dos órgãos públicos, documentos que possam embasar as denúncias apresentadas pelo ex- vereador Zezinho Miranda.

Em matéria postada no Blog, o ex-vereador Zezinho Miranda fez duras acusasções na administração do prefeito George Ney, com representação feita no Ministério Público do Estado.

O vereador oposicionista Jaime Roffmann fez duras críticas ao gestor de Nísia Floresta, pedindo aos seus pares a formação de uma CPI para investigar as denúncias apresentadas pelo ex-vereador Zezinho Miranda. O vereador Jaime chegou a elaborar o pedido de CPI, mas foi aconselhado a não apresentar o pedido pelo presidente da Casa, vereador Eugênio Gondim. Segundo o veredor Jaime, o presidente da Casa pediu para que fosse feita uma investigação com pedido da prestação de contas das obras denunciadas, para depois de se analisar a papelada, entrar com o pedido de uma CPI, evitando que se tome medidas precipitadas.

O vereador Jaime Hoffmann mesmo concordando com o colega que preside a Casa, convocou os pares para que todos assumissem o papel de defensores do patrimônio público, e assim como ele, promovessem investigações nas obras denunciadas.



Os vereadores Anadelson, Fernando de Zé Ramires e Jorge Carvalho, também se pronunciaram sobre as denúncias apresentadas e prometeram acompanhar o andamento do processo de investigação, desde que chegue até a Casa, documentos que possam comprovar as possíveis irregularidades na administração do prefeito George Ney, conforme denunciada.

O vereador Eugênio Gondim, presidente da Casa, confirmou a aplicação dos recursos aplicados na construção do Museu Municipal, dizendo que participou da sua inauguração, como também disse que todos os recursos apresentados nas prestações de contas na gestão do prefeito George Ney, no tocante aos pontos denunciados, foram realmente aplicados nas obras, mas pediu que o vereador Jaime Hoffmann continuasse nas investigações, garantindo que a Casa não ficará omissa caso sejam comprovadas as denúncias oferecidas contra a gestão do prefeito George Ney.

O vereador Jaime Hoffmann em conversa com o Blog, afirmou que vai ao Ministério Público com as denúncias oferecidas pelo ex-vereador Zezinho Miranda. O vereador oposicionista também questionou os colegas sobre a contratação de pessoal promovida dentro da Prefeitura Municipal sem a autorização da Câmara Municipal, caso que também será apresentado ao Ministério Público, conforme informou o vereador.

O elevado nível no debate sobre as denúncias apresentadas contra a gestão do prefeito George Ney, mostrou o excelente nível de maturidade política dos vereadores de Nísia Floresta, fazendo valer cada voto dado pelos cidadãos nisiaflorestenses. Apesar do prefeito George Ney contar com uma maioria na Câmara Municipal, o assunto em debate não recebeu qualquer conotação partidária.. Os vereadores se posicionaram com senso de justiça, responsabilidade e respeito ao patrimônio do povo.




sexta-feira, 15 de abril de 2011

ZEZINHO MIRANDA - "VOU NA JUSTIÇA DEFENDER O PATRIMÔNIO DO POVO DE NÍSIA FLORESTA"


BLOG DO DALTRO EMERENCIANO

O ex-vereador do município de Nísia Floresta, Zezinho Miranda, de posse de um verdadeiro “dossiê”, disse que o prefeito George Ney vem administrando o município do jeito que quer. Dizendo ” vou na justiça defender o patrimônio do povo de Nísia Floresta”. Zezinho Miranda apresentou ao Blog um Termo de Declaração feito no Ministério Público com o número 26/2011, onde o ex-vereador levanta dúvidas sobre o gerenciamento do prefeito George Ney, no tocante a aquisição de um galpão com estrutura de concreto armado, que segundo o denunciante, já vinha sendo utilizado por mais de dez anos em uma cerâmica local.

Acusando o prefeito de Nísia Floresta de ilícito administrativo, o ex-vereador afirmou que o local onde está sendo erguida a sede da Secretaria Municipal de Educação, é exatamente o mesmo local onde o prefeito George Ney em prestação de contas, concluiu o Hospital da Cidade.

Indagado sobre a veracidade da existência dos gastos com a conclusão do Hospital, Zezinho apresentou uma relação de bens imóveis adquiridos no exercício de 1996, assinada pelo prefeito George Ney, onde aparece no ítem 2, a despesa de 17.554,74 referente a conclusão do Hospital Municipal. O documento foi protocolado no Tribunal de Contas do Estado com o número 4679/97, folha 068.

O ex-vereador Zezinho Miranda também quer que o prefeito de Nísia Floresta apresente o local onde fica localizado o Museu Municipal, que custou aos cofres da Prefeitura de Nísia Floresta o valor de R$ 6.440,98.

Depois de ter ouvido a versão do ex-vereador Zezinho Miranda, o Blog vai fazer uma visita à Câmara Municipal para ouvir os vereadores sobre as denúncias apresentadas pelo ex-vereador, e em seguida vai procurar ouvir a Prefeitura Municipal de Nísia Floresta e o Ministério Público do Estado.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

“Estou sendo chantageado", denuncia deputado Antônio Jácome


O deputado estadual Antônio Jácome (PMN) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para relatar que está vivendo “um momento extremamente doloroso” em sua vida. “Estou sendo chantageado, sofrendo extorsão”, denunciou o parlamentar.

Ele nega que esteja envolvido com aborto e adultério. "Querem atribuir a mim monstruosidades que eu nunca fiz e espero nunca fazer", declarou o parlametar.

Jácome foi aparteados por alguns deputados, dentre eles o presidente da Assembleia, Ricardo Motta, dando força e respaldando sua conduta correta. "Receba nossa solidariedade", disse Motta.

Emocionado, Antonio Jácome durante o pronuncimento creditou a "interesses políticos" as denúncias feitas contra ele. "Se tornar o deputado mais votado do Estado sem ajuda partidária, sem ter padrinho político. A quem interessa atingir a minha honra, história de 20 anos de vida pública? Nunca respondi a um processo, nunca fui indiciado. Tentam atingir minha honra", afirmou.

FONTE-NOMINUTO.COM


sábado, 9 de abril de 2011

ENERGIA MAIS CARA EM ABRIL


A partir de 22 de abril, a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern)vai reajustar em 11,60% as tarfifas de energia no estado. Quem paga, por exemplo R$ 20,00, passará a pagar pouco mais de R$ 22,00.

O aumento é autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica - Aneel, que justificou dizendo que a medida tem o objetivo de equilibrar econômica e financeiramente as concessões.

Os outros mecanismos são a Revisão Tarifária Periódica (RTP) e a Revisão Extraordinária. A Aneel alega que as três ferramentas são utilizadas para fazer com que a tarifa de energia seja justa aos consumidores e suficiente para cobrir custos do serviço com nível o de qualidade estabelecido pela Companhia.

FONTE-INFORMATIVO MIPIBU

terça-feira, 5 de abril de 2011

Gasolina chega a R$ 2,99 e provoca reação do MPE


O preço da gasolina chegou a R$ 2,99 em Natal, na tarde de ontem, representando um reajuste de 7% em relação à semana passada – quando o litro custava cerca de R$ 2,79 – e de nada menos que 10,78% na comparação com dezembro de 2010. Ainda assustados com a disparada principalmente do etanol nos últimos dias, influenciada pela entressafra da cana de açúcar e a consequente redução de oferta do produto – os motoristas foram mais uma vez pegos de surpresa. O aumento registrado em alguns postos também provocou reação por parte do Ministério Público.

Sem detalhar que fatores estariam estimulando particularmente a alta da gasolina neste momento, o Sindicato Nacional das Distribuidoras de Combustíveis (Sindicom) disse, ontem, que o momento atual é de plena “entressafra da cana de açúcar e que, como em todos os anos, o etanol sofre, neste período, fortes elevações de preços nos produtores”. Segundo o Sindicom, o etanol disponível provém de estoques mantidos pelas unidades produtoras e vem sendo adquirido pelas distribuidoras a preços que têm aumentado a cada semana. “Este ano, as projeções de estoques e demanda indicam uma situação com menos folga que em anos anteriores, levando, consequentemente, a patamares de preço inéditos”, informou, através de uma nota.

Com o preço da gasolina, especificamente, na mira, o Ministério Público Estadual instaurou um inquérito civil na tarde de ontem para apurar as causas do reajuste do combustível.

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do estado (Sindipostos RN) e a Secretaria Estadual de Tributação foram notificados pelo promotor de Defesa do Consumidor, da Comarca de Natal, José Augusto Peres, e têm dez dias para explicar as razões do aumento. Se as causas apontadas não forem suficientes para justificar o reajuste, secretaria e sindicato poderão responder à ação civil pública ou penal, dependendo do que o MPE apurar.

Junto à secretaria, o promotor quer saber se o reajuste de 2% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da gasolina comum – anunciado na semana passada - influenciou o aumento do preço.

Segundo pesquisa realizada pelo Procon municipal, os combustíveis já vinham registrando aumentos generalizados em Natal entre dezembro e 15 de março, com destaque para o etanol, que subiu 16%, chegando a R$ 2,57 em alguns postos da capital. A gasolina comum subiu 3,65% no período analisado, enquanto a aditivada subiu 3,52% e o diesel, 3,12%. Desde dezembro, a gasolina já subiu mais de 10% em Natal, passando de 2,699 (número registrado em pesquisa do Procon), para R$2,99.

Alta se espalha pelo Nordeste, mas é maior no RN e na PB

Não foi só no Rio Grande do Norte que o valor da gasolina surpreendeu o consumidor. Na Paraíba, o litro do combustível, que gira em torno de R$ 2,40 a R$ 2,60, na maioria dos postos, também passou a ser encontrado por até R$ 2,99 neste fim de semana. Em Fortaleza, capital do Ceará, o litro, que custava R$ 2,75 até a semana passada, ficou R$ 0,10 mais caro. O movimento de alta também tem sido percebido na Bahia e em Pernambuco.

Segundo apuraram repórteres e editores dos jornais O Povo (CE), Jornal do Commercio (PE), A Tarde (BA) e Correio da Paraíba – consultados pela TRIBUNA DO NORTE ontem - os preços da gasolina têm aumentado no embalo do encarecimento do etanol. É essa a justificativa que entidades ligadas ao setor têm apresentado para explicar a alta.

No caso da Paraíba, de olho no aumento constatado no fim de semana, o Procon estadual vai exigir a planilha de custos de todos os postos, na tentativa de averiguar o que tem provocado a alteração dos valores nas bombas.

No Rio Grande do Norte, uma das razões para o aumento do preço da gasolina comum pode ter sido o reajuste em 2% no ICMS, no último dia 29 de março. De acordo com o secretário chefe do Gabinete Civil, Paulo de Tarso Fernandes, o aumento em 2% foi autorizado por uma lei aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada na gestão anterior. Parece pouco. Mas o aumento gera uma receita de R$ 33 milhões por ano. Segundo Paulo de Tarso, o aumento do imposto vai pesar no bolso do consumidor. O aumento na gasolina vale para todos os consumidores. “O aumento é pequeno, mas existe. No litro, pode parecer insignificante. Mas no tanque cheio, vai pesar”, disse.

Novo preço gera surpresa e críticas por parte do consumidor

O servidor público federal Olinto José Neto, 43, não acreditou nos valores afixados na placa, quando foi abastecer o carro, ontem. Ele havia abastecido a R$2,79 no mesmo posto no último sábado e nem imaginou que o preço pudesse ter sido reajustado tão rapidamente. Natural de João Pessoa, questionou o valor cobrado no RN.

“Isso é um absurdo. Morei em João Pessoa até 2009. Lá pagava R$2,28 pelo litro. Assim que cheguei no RN comecei a pagar mais de R$2,70. Nem sei a razão deste aumento. Não tem uma justificativa”, afirmou. A médica Jaqueline Dantas, 40, também ficou impressionada com o aumento. “Abasteci a uma semana e paguei R$2,79. O RN tem uma das gasolinas mais caras. Estive há 15 dias em Recife e na Paraíba e lá a gasolina é mais barata. Porque aqui é este valor?”, questionou.

Na tarde de ontem, a equipe de reportagem da Tribuna do Norte visitou dez postos de combustíveis em várias zonas da cidade – seis deles já vendiam gasolina a R$2,99; três ainda não haviam reajustado o preço e vendiam a R$2,79 e apenas um vendia gasolina num valor intermediário. Para entender os motivos do reajuste, a reportagem entrou em contato com Sindpostos/RN, Fecombustíveis, Sindicom, Petrobras e BR Distribuidora.

Sindpostos e Fecombustíveis não se pronunciaram. O Sindicom justificou o reajuste apontando o aumento no preço no etanol, embora não tenha associado este aumento ao reajuste no preço da gasolina no RN. A BR Distribuidora, da Petrobras, afirmou que as distribuidoras são proibidas de discutir preços e comentar o assunto. O reajuste causou insatisfação nos natalenses, virou tema de campanha no twitter e transformou o aumento no preço da gasolina num dos assuntos mais comentados no Trending Topics Brasil.
FONTE-TRIBUNA DO NORTE

Rádio ao Vivo Clique no PLAY