quarta-feira, 27 de maio de 2009

Quadrilha acusada de assalto é presa pela polícia civil


Uma equipe da Delegacia de Furtos e Roubos (Defur) prendeu na manhã de ontem uma quadrilha acusada de inúmeros assaltos a residências e pontos comerciais na Grande Natal. Os seis homens e as duas mulheres foram encontrados em duas casas diferentes, logo depois de mais um assalto a uma loja de eletrodomésticos em Parnamirim. Com os assaltantes os policiais civis conseguiram apreender uma grande quantidade de produtos roubados. Somente telefones celulares eram mais de 130. Estavam com os bandidos ainda centenas de chips de celulares, cinco aparelhos de som automotivo, cinco televisões, máquinas fotográficas, dez secadores de cabelo, perfumes, joias, quatro malas repleta de roupas, entre outros produtos menores.

A polícia encontrou ainda dois revólveres, uma pistola 9mm, de uso exclusivo das forças armadas, munição, três quilos de crack, dois capuzes e dois veículos utilizados nos assaltos. Os policiais acreditam que a quadrilha vinha agindo há cerca de seis meses, quase todos os dias. Os assaltos acontecerem em diferentes tipos de comércio, além de casa em vários bairros da capital.

Nas primeiras horas da manhã, duas equipes distintas da Defur foram cumprir dois mandados de prisão baseados em roubos anteriores. Um era contra Jamerson César da Silva, no conjunto Santarém e outro contra Erinaldo Graciano de Souza, o “Vieira, no bairro Quilômetro Seis, na Zona Oeste. A surpresa aconteceu quando os policiais chegaram à primeira casa.

“Jamerson estava na sala da casa dele, separando todo o material do assalto que eles tinham feito ainda de manhã”, explicou a delegada Sheila Almeida, titular da Defur. O roubo ocorreu em uma loja, no centro de Parnamirim. Quatro homens da quadrilha utilizaram macacões de funcionários do estabelecimento (Atacadão dos Eletros) e conseguiram entrar antes que o local estivesse aberto.

“Eles renderam os funcionários e fizeram um arrastão”, disse a delegada. Os criminosos utilizaram o Gol preto de Jamerson, e fugiram em seguida, para fazer a divisão dos produtos. Na casa do líder da quadrilha foram presos em flagrante Valmir Soares dos Santos; a esposa dele, Patrícia Silvia dos Santos; e João Maria dos Santos, que confessaram a participação no assalto. O irmão de Jamerson, Jadson Douglas da Silva foi preso no Gol preto usado no crime.

Na casa de Erinaldo, a polícia encontrou a amante dele, Monalysa de Araújo Melo (que já havia sido presa pelas polícias Civil e Federal), e Ricardo Emanoel Cerqueira da Silva, também integrantes da quadrilha. “Eles formam um bando perigoso. Monalysa, por exemplo, é uma traficante conhecida e na casa dela estava o crack”, disse a delegada Sheila. Na casa de Erinaldo foram encontradas TVs e aparelhos de som roubados.

Todos foram autuados por roubo e formação de quadrilha. Esta foi a quinta prisão de bando especializado em arrastão em residências, no período de dois meses. Quatro homens foram reconhecidos pelos funcionários da loja de Parnamirim, como os que fizeram o assalto. O quinto, Douglas, foi reconhecido como um ex-funcionário da empresa assaltada ontem de manhã.
FONTE - www.trbunadonorte.com.br

Nenhum comentário:

Rádio ao Vivo Clique no PLAY