segunda-feira, 25 de maio de 2009

RN registra primeiro caso suspeito de gripe suína


Representante da Sesap, Juliana informou que RN tinha três casos monitorados Foto: Dluca/DN/D.A Press

O Ministério da Saúde registrou, ontem, o primeiro caso suspeito de gripe suína no Rio Grande do Norte. De acordo com a subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), Juliana Araújo, três casos estavam sendo monitorados no estado. Dois foram descartados e um passou a ser considerado suspeito. Segundo o MS, estão sendo acompanhados nove casos suspeitos de Influenza A (H1N1) - nome oficial da doença - no Brasil. As amostras com secreções respiratórias dos pacientes estão em análise laboratorial e nenhum caso da gripe A foi confirmado no Rio Grande do Norte até o momento.

O Ministério da Saúde registrou, ontem, o primeiro caso suspeito de gripe suína no Rio Grande do Norte. De acordo com a subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), Juliana Araújo, três casos estavam sendo monitorados no estado. Dois foram descartados e um passou a ser considerado suspeito. Segundo o MS, estão sendo acompanhados nove casos suspeitos de Influenza A (H1N1) - nome oficial da doença - no Brasil. As amostras com secreções respiratórias dos pacientes estão em análise laboratorial e nenhum caso da gripe A foi confirmado no Rio Grande do Norte até o momento.

São considerados suspeitos pessoas que apresentam febre alta (acima de 38° C) e tosse acompanhada de alguns sintomas como dor de cabeça e dificuldade respiratória, ou ainda pessoas que apresentaram alguns desses sintomas até dez dias após sair de países que registraram casos de gripe A (H1N1). Pessoas que cuidaram, conviveram ou tiveram contato direto nos últimos dez dias com uma pessoa classificada como caso suspeito de gripe A também são consideradas casos suspeitos. O Ministério considera casos em monitoramento pessoas que vieram de países afetados e apresentaram sintomas.

Serviço

Disque Saúde: 0800 61 1997
www.saude.gov.br
FONTE - www.diariodenatal.com.br

Nenhum comentário:

Rádio ao Vivo Clique no PLAY