quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Dnit garante início das obras das marginais da BR-101

As obras de construção e pavimentação a asfalto da rodovia federal BR-101, entre Natal e Parnamirim, devem começar no dia 30 de agosto e a previsão de término é dezembro de 2010, informou a Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). As marginais abrangem toda a extensão que vai do Viaduto de Ponte Negra até à saída de Parnamirim, perfazendo um total de 12,40 quilômetros. A obra faz parte do projeto de duplicação da BR-101, com investimentos da ordem de R$ 147 milhões.

“Certamente a obra mudará o trânsito de veículos, visto que as marginais serão completamente livres, sem semáforos”, explica o superintendente Fernando Rocha, a respeito do fato de que o trânsito pela rodovia federal será exclusivo para quem vai sair de Natal para o interior e outros estados do país, enquanto as marginais visam desafogar o trânsito urbano entre Natal e Parnamirim.

“As marginais servirão basicamente para o tráfego local, dando comodidade e segurança para os usuários que desejam ir de um bairro a outro, utilizando a BR-101”, acrescentou Rocha.

A última fase de construção das vias marginais da BR-101/NE no Rio Grande consiste na implantação de pistas asfaltadas nos dois sentidos da rodovia, possibilitando ao motorista transitar entre Natal e Parnamirim, com acesso a partir do Centro Administrativo. Cada via terá 12,5 km de extensão e 7,5 metros de largura.

As obras das marginais da BR-101 correspondem ao Lote 1, que se estende de Ponta Negra a Arês, no litoral Sul, e estão sendo executadas pelo 1° Batalhão de Engenharia e Construção (1° BEC) do Exército Brasileiro, sob a supervisão Dnit/RN).

Com a construção destas vias marginais, espera-se que haja uma diminuição do fluxo de veículos nos retornos que darão acesso à Avenida Maria Lacerda e ao bairro de Cidade Satélite. Isto porque, a via principal não será mais usada para a conversão. O novo retorno será feito a partir da construção da marginal, com três faixas de rolamento.

Para minimizar ainda mais o trânsito nestes trechos, não serão colocados semáforos nem faixas de pedestres nestas vias marginais.

Rocha explica que o trânsito, porém, não sofrerá grandes transtornos no período das obras, pois a circulação de veículos ocorrerá nas marginais, sem congestionar as vias principais.

Além das marginais e desse retorno, será construído um novo retorno de acesso à avenida Abel Cabral, 300 metros, depois da entrada de acesso no sentido de quem vai de Parnamirim a Natal.

Trecho depois do viaduto de Ponta Negra será beneficiado

Com o projeto, um trecho de cerca de 600 metros a partir da concessionária Ford (Salinas) até às proximidades da passarela de Neópolis sobre a BR-101 Sul, que há muito aguarda intervenção será finalmente asfaltado. Há cinco anos, as obras de pavimentação e drenagem da avenida da Integração, realizadas pelo DNIT, levaram o asfalto até à entrada do acesso a Candelária, ao final do Viaduto de Ponta Negra.

“Não estavam previstas intervenções no projeto anterior, para esta área. As obras serão feitas a partir de agora e entregues até dezembro”, garante o superintendente.

Desde então, quem transita pela marginal Dão Silveira reclama de buracos e desníveis que se multiplicam no calçamento. Em dias de chuva as imediações do posto de gasolina e lojas de veículos, ficam completamente alagadas. “A água fica empoçada, por vários dias”, disse o vendedor Antônio de Pádua Araújo.

As batidas, segundo o funcionário público Aldo Francisco da Silva, são frequentes quando os veículos desaceleram ou tentam desviar do calçamento solto. “Há muito se fala que esta obra vai ser feita, mas o que se vê é o aumento de acidentes”.

Com a implantação da rota de transporte intermunicipal, o fluxo, na altura dos condomínios residenciais passa a ser de mão dupla. A via, usada como rota de fuga em alternativa à via principal, nos horários de pico, nem sempre é garantia de fluxo rápido. “Não há sinalização, os acessos à BR estão esburacados e caminhões e ônibus passam por aqui direto em alta velocidade. É um perigo”, critica José Alves de Souza.

Outro ponto a ser modificado é a marginal que dá acesso ao túnel da Avenida das Alagoas, em Pirangi. O trecho pavimentado encerra na entrada. A estrada carroçável usada em sentido contrário por quem vem de San Vale em direção ao túnel, cederá espaço para a nova marginal com três faixas.

FONTE-TN

Nenhum comentário:

Rádio ao Vivo Clique no PLAY