sábado, 28 de agosto de 2010

Ministro testa urnas em Nísia Floresta


O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Ricardo Lewandowski esteve na manhã deste sábado (28) na Escola Municipal Yaya Paiva em Nísia Floresta, região metropolitana da capital. O ministro conferiu de perto o funcionamento do sistema que permite a identificação do eleitor (na hora do voto), por meio das impressões digitais – o leitor biométrico. Além de Nísia Floresta, outros dez municípios no Rio Grande do Norte, nas próximas eleições, já estarão utilizando o sistema. Alexandria, Pilões, João Dias, Caraúbas, Macau, Guamaré, Pedro Avelino, São José de Mipibu, São Fernandes e Timbauba dos Batistas.

Dos 2.246.691 eleitores que o Rio Grande do Norte possui 107 mil estarão, pela primeira vez, utilizando as urnas eletrônicas com leitor biométrico.

Nísia Floresta é um dos 60 municípios brasileiros que compõem as localidades onde o leitor biométrico estará sendo colocado em prática. Segundo Lewandowski, isso significa um avanço para as eleições do país. “É um sistema pioneiro. Esperamos que em 2017, quando o Brasil terá mais de 150 milhões de eleitores toda a federação já esteja utilizando este novo método de votar”.

Otimista, o ministro enfocou que o sistema não possui falhas e que a biométrica apresenta um avanço bastante significativo para a votação brasileira. “Este ano por força de lei ainda será necessário que o eleitor apresente a documentação pessoal, no momento do voto”.

Questionado sobre os investimentos realizados para que as urnas eletrônicas com leitor biométrico fossem aplicadas nos 60 municípios, Lewandowski disse que ainda não sabe precisar quanto já foi gasto, mas que o sistema é pioneiro e que o resto do mundo já começa a ver com “bons olhos” o mecanismo utilizado no Brasil, assim como ocorreu com as urnas eletrônicas.

O ministro enfatizou que a população tem recebido muito bem a novidade. “Facilita a eleição. É bem mais rápida, além da segurança. O método não possibilita erros ou fraudes”. E para comprovar o que disse, ele mesmo quis fazer um teste. Foi até a urna eletrônica e testou o equipamento com o leitor biométrico. O tempo para votação não durou sequer um minuto.

Tranquilo e satisfeito com os resultados terminou a entrevista elogiando a escola. “Está muito limpa e organizada. Até dá vontade de estudar novamente”.

Já o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do RN, desembargador Expedido Ferreira de Souza afirmou que o Estado foi escolhido para aplicar, durante as eleições, o leitor biométrico porque está à frente de várias outras regiões. “O Rio Grande do Norte foi escolhido porque o TRE foi o que mais avançou na biométrica. No caso das urnas eletrônicas, por exemplo, o mundo todo já conheceu e verificou que o método é um sucesso”.

O desembargador lembrou ainda da exportação quanto às urnas eletrônicas: “Estamos exportando tecnologia para o mundo. Isso é pura evolução”.

Baixinho, de cabelos grisalhos e com vontade de ajudar o Brasil a crescer, o aposentado Luiz Bezerra da Trindade de 71 anos estava presente na simulação dos votos e foi o primeiro a provar que o sistema é mesmo eficiente. “Eu achei fácil e muito rápido. Gostei bastante. Aprovei”.

A leitora biométrico nada mais é do que colocar o dedo polegar em uma máquina que lê as impressões digitais do eleitor. Automaticamente, o sistema verifica se Luiz Bezerra é mesmo Luiz Bezerra, ou seja, não é passível de um eleitor votar pelo outro, o que seria impossível ocorrer.

A simulação que ocorreu em Nísia Floresta encerra os testes de identificação e votação realizados pelos tribunais regionais eleitorais. Por sugestão do Tribunal Superior Eleitoral, os Tribunais Regionais Eleitorais testaram o sistema que será utilizado no pleito de outubro para dirimir quaisquer dúvidas.

Nas localidades onde o método será aplicado o eleitor deverá, independente da identificação biométrica, comparecer à cabine de votação com o título de eleitor e um documento oficial (carteira de identidade, de motorista, reservista ou de trabalho ). A determinação foi inserida na Lei das Eleições (9.504/1997).
FONTE-TN

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Semáforos de Natal precisam de atenção


O estudante Jyllis Carlos tentava, ontem pela manhã, atravessar a avenida Coronel Estevam na altura da esquina com a Presidente Sarmento, no Alecrim. Não era uma tarefa fácil, pois os semáforos 038A e 038C, que deveriam organizar o fluxo de veículos e pedestres no local, estavam quebrados. Comum nas ruas de Natal, o problema costuma dar muita dor de cabeça à população que depende desses equipamentos eletrônicos. A manutenção da rede nas ruas de Natal é atribuição da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), exceto em algumas vias estaduais, como as avenidas Engenheiro Roberto Freire e João Medeiros Filho, onde o Detran assume a tarefa.

Após finalmente cruzar a Coronel Estevam, Jyllis Carlos lembrou que, certa vez, quase foi atropelado por uma moto devido ao sinal quebrado. “Estava saindo da academia, o motoqueiro avançou sem olhar e ia me pegando. Isso prejudica muito o pedestre”, constata. Ele conta que os semáforos do Alecrim quebram constantemente e cita o equipamento localizado perto do Nordestão como exemplo. “Na Zona Oeste é muito comum, ao contrário de Ponta Negra. Às vezes eles colocam os amarelinhos para melhorar a situação, mas no geral a desorganização é muito grande. Acho que deveriam contratar mais servidores”, critica.

Funcionário de uma farmácia na mesma esquina, Francisco Bento lembra que o sinal no cruzamento começou a piscar no último sábado. “Deram um jeito na segunda-feira, mas ontem (terça) ele amanheceu ruim de novo. Parece serviço mal feito. Há alguns meses, teve até uma batida de um ônibus com um alternativo aqui por causa desse problema. O sinal da avenida Três está do mesmo jeito. Acontece todo dia”, reclama. Opinião semelhante tem o marítimo José Carlos Sobrinho, que dirigia ontem na Coronel Estevam. “Sempre vejo semáforos quebrados, com risco de acidentes. Eles demoram para consertar, mas na hora de multar é bem rápido”, aponta.

Perto dali, na confluência da Coronel Estevam com a Presidente José Bento, a situação era ainda pior, com todos os três sinais apagados, prejudicando motoristas e pedestres. “Estão assim desde ontem (segunda). O conserto até foi feito, mas não adiantou e agora está ruim novamente”, atesta o comerciante Fabiano Brasil. No caminho para o trabalho, ele costuma presenciar problemas semelhantes em corredores movimentados como a Ayrton Senna e a Salgado Filho. Por sua vez, o motoqueiro Damião Gomes lembra de ter visto semáforos sem funcionar na avenida Seis, perto de Dix-Sept Rosado, e na rua São José, em Lagoa Nova. “Atrapalha muito e causa muitos acidentes. Quando o sinal está piscando, a gente fica ansioso, sem saber se está funcionando ou não”, afirma.

O taxista Michel Souza, com ponto na confluência da João Medeiros Filho com a avenida Itapetinga, na Zona Norte, lembra que um colega quase foi atingido pela queda de um semáforo nas proximidades da Nascimento de Castro com São José. “O vento derrubou o poste, que por pouco não bateu nele. O carro era novo, tinha dois meses de comprado”, diz. Ele diz que o sinal na esquina João Medeiros/Itapetinga dá problema com frequência. “Como é de três tempos, gera muito engarrafamento. É toda semana. É complicado também da Estrada da Redinha, perto da Moema Tinoco”, descreve Michel. Na manhã de ontem, uma equipe terceirizada fazia a manutenção dos semáforos da João Medeiros.

Semob substituirá as lâmpadas

As lâmpadas utilizadas nos 198 cruzamentos semafóricos existentes em Natal vão ser substituídas por outras de padrão “led”, 90% mais econômicas e com maior durabilidade. O gasto mensal de R$ 35 mil, com iluminação dos sinais, será reduzido para R$ 5 mil, segundo o secretário-adjunto de Trânsito da Semob, Haroldo Maia.

A substituição das lampadas é um projeto do Governo Federal. E em Natal, está acontecendo através de uma parceria do Município com a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern). A troca das lâmpadas está prevista para começar nesta semana e, durante a substituição, os técnicos da Semob vão fazer a manutenção nos “porta-focos”, equipamentos que seguram o semáforo. Um deles caiu, semana passada, no cruzamento das avenidas Prudente de Morais e Nascimento de Castro, em Lagoa Nova, atingindo o automóvel de Elaine de Assis Bezerra.

Além deste semáforo, outro localizado na avenida Nascimento de Castro com a São José, em Lagoa Nova, também despencou na semana passada, provocando danos no Fiesta do jornalista João Bezerra Júnior. Haroldo Maia disse que este acidente aconteceu por causa de danos internos no equipamento, que não eram percebidos visualmente. Já na avenida Miguel Castro, o problema teria sido provocado pela ventania que derrubou o equipamento. “Vamos aproveitar a substituição das lâmpadas para fazer a manutenção dentro dos semáforos”, adianta o adjunto.

Elaine, proprietária do veículo Siena danificado com a queda do semáforo, disse que vai entrar com pedido de indenização contra o município, que só em julho deste ano, arrecadou R$ 770 mil com multas de trânsito e R$ 102,8 mil com autos de infração. No ano passado, segundo Haroldo Maia, a arrecadação chegou a exatos R$ 6.369.076,36, uma média de R$ 530 mil por mês. O secretário-adjunto explica que o trabalho de manutenção é dividido entre a equipe da própria Secretaria e uma empresa terceirizada, a Serttel. “Ela recebe R$ 30 mil por mês para a manutenção de cerca de 50 semáforos nos corredores da Salgado Filho, Hermes da Fonseca, Prudente de Morais, Bernardo Vieira e Romualdo Galvão. O restante da cidade é com a equipe da Semob e não dá para especificar quanto gastamos”, diz. Só uma licitação aberta para compra de materiais chegou a R$ 250 mil.

E um projeto de modernização de semáforos, idealizado pelo Ministério das Cidades, pretende modernizar os equipamentos existentes na cidade. Esse novo modelo contabiliza o tráfego na região. “O equipamento vai medir o número de veículos por hora e vai determinar o tempo de abertura do sinal”, afirma o secretário-adjunto. O projeto está pré-aprovado pelo Ministério e tem orçamento de R$ 2 milhões, com previsão para o início das instalações em 2011.

Segundo o coordenador de Operações do Detran-RN, Pedro Afonso Matos Santos, o órgão responde apenas pelas vias estadualizadas que cortam Natal, como a Engenheiro Roberto Freire e a João Medeiros Filho. “A Roberto Freire já está 100% em padrão led, o que reduz o custo de manutenção e os gastos com energia. Já iniciamos também a troca na João Medeiros. E a Via Costeira tem apenas um semáforo, que também será modernizado dentro da obra de revitalização”, explica.

Serviço:

Para comunicar semáforos quebrados à Semob, ligue para o 156, indicando local e número de ordem do equipamento

Queda de energia afeta vários sinais

Uma breve queda de energia ontem gerou ainda mais problemas ao trânsito de Natal. Em pelo menos 11 cruzamentos, nos bairros do Alecrim, Ribeira, Tirol, Petrópolis e Neópolis, os semáforos ficaram com a lâmpada amarela piscando, o que demandou ainda mais atenção dos motoristas, além da complicação do tráfego nas vias. Para piorar, a Semob dispunha de apenas uma equipe para fazer a manutenção.

Por volta das 15h40 ocorreu uma queda de energia em alguns bairros da cidade e, com isso, vários semáforos precisaram ser reiniciados por uma equipe da Semob. De acordo com o secretário adjunto da pasta, Haroldo Maia, não há como impedir que os semáforos fiquem no sinal de alerta após quedas de energia. “Quando a lâmpada vermelha queima ou há a queda de energia, os sinais ficam piscando no amarelo para chamar a atenção dos motoristas que os sinais não estão funcionando normalmente e evitar acidentes. Não há como impedir que eles fiquem desse modo quando há as quedas de energia”, lamenta o secretário.

Até o fim da tarde de ontem ocorreram 11 chamadas para informar sobre semáforos que estavam com problemas após a queda de energia, que durou poucos segundos. Três sinais com problema estavam na avenida Coronel Estevam, um na Deodoro da Fonseca, dois na Prudente de Morais, um na Ayrton Senna, um na Presidente José Bento, um na Afonso Pena, um na Miguel Castro e outro na Duque de Caxias.

O telefone de contato da Semob para informar sobre semáforos com problemas é o 2323-4930.
FONTE-TN

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Operação Stone: polícia prende 35 pessoas no RN e no Ceará


Uma investigação promovida por policiais civis da Delegacia Regional de Pau dos Ferros resultou em três operações com o objetivo de desarticular uma organização criminosa interestadual de traficantes de drogas com atuação no Rio Grande do Norte, Ceará e São Paulo. A ação contou com participação das polícias Civil e Militar do Ceará e resultou na prisão de 35 pessoas e na apreensão de armas, drogas, dinheiro e veículos.

O fechamento da operação aconteceu na manhã desta sexta-feira (20), nas cidades de Pau dos Ferros, São Miguel e Alexandria, onde foram cumpridos 20 mandados de busca e apreensão e realizadas 14 prisões decorrentes de mandado judicial ou em situação de flagrante delito.

A investigação teve início há dois meses e meio e foi batizada com o codinome “Stone”, que significa pedra em inglês, numa alusão ao tráfico de pedras de crack na Região Oeste do RN e divisa com o CE. O delegado Inácio Rodrigues, da Delegacia Regional de Pau dos Ferros, explicou que a operação foi realizada em etapas com apoio do Serviço de Inteligência e outras unidades da Polícia Civil do RN e CE.

No último dia 10, a Polícia Civil do Ceará, através de informações da Polícia do RN, realizou em Fortaleza a apreensão de um adolescente, a prisão de cinco pessoas e a apreensão de armas, dois veículos e 25 quilos de maconha prensada distribuídas em 52 tabletes. O líder do bando, Olívio Bezerra de Queiroz, 36 anos, acabou preso em flagrante. Ele foi identificado na investigação potiguar como um grande distribuidor de drogas.

Os demais presos são Patrícia de Souza, 23 anos, natural de Fortaleza/CE; Ana Cristina Alencar, 19 anos, natural de Quixadá/CE; Manuel Pinto de Jesus, 29 anos, natural de Salgueiro/PE; e João Batista Maciel, 38 anos, de Tabuleiro do Norte/CE. Eles foram detidos depois da polícia do RN detectar a movimentação de drogas para o estado vizinho. Diante das evidências, a polícia potiguar acionou a polícia cearense. Todos os presos foram autuados em flagrante por tráfico e associação para o tráfico.

Em poder do bando foram apreendidas duas pistolas calibres 380 e .40 e os automóveis da marca VW, modelo Gol, cor preta, e placas NQW-5564/CE e HYP-0656/CE. Como a droga estava escondida no porta-malas dos dois carros, ambos foram apreendidos e encontram-se a disposição da Justiça. O bando, segundo a investigação, recebia a droga de fornecedores de São Paulo. A maconha e o crack seguiam para o Ceará e depois eram distribuídos no Alto Oeste do RN. O grupo, no entanto, se preparava para comercializar a droga com maior intensidade na capital do CE. A droga tem origem paraguaia.

A segunda etapa da operação teve início na quinta-feira (19), nos municípios cearenses de Limoeiro do Norte, Tabuleiro do Norte, Iracema e Ererê. Quatro pessoas foram presas em cumprimento a mandados de busca e de prisão expedidos pela Justiça do RN. A Polícia Civil potiguar deu cumprimento aos mandados de busca e de prisão em parceria com a polícia Militar e Civil do CE. Na ação foram apreendidos um fuzil, um revólver, cocaína e cerca de R$ 10 mil.

A operação, segundo o subsecretário da Segurança Pública e da Defesa Social, delegado Ben-Hur de Medeiros, confirma que as forças policiais do RN e CE estão irmanadas no combate ao crime. “Contamos com a colaboração da Secretaria da Segurança do Ceará”, disse. O secretário da Segurança do RN, desembargador Cristóvam Praxedes, citou que no início do mês a polícia potiguar realizou em conjunto com a polícia da PB uma operação que resultou na prisão de membros de quadrilhas que agiam nos dois estados. “Isso demonstra o comprometimento das polícias no combate ao crime”, disse.

A terceira etapa da “Operação Stone” teve início ao raiar da sexta-feira (20). Após a prisão do distribuidor de drogas Olívio Bezerra, cerca de 150 policiais civis deram início à prisão dos traficantes menores e donos de “bocas de fumo” em Alexandria, São Miguel e principalmente em Pau dos Ferros. A ação culminou com a prisão de 14 acusados e na apreensão de drogas, dinheiro e armas. O ponto alto da operação contou com o apoio do helicóptero Potiguar I da Sesed. O delegado Geral da Polícia Civil, Elias Nobre, explicou que a polícia intensificou as ações no interior do estado no combate, principalmente, do tráfico de drogas.

A droga que abastecia a região do Jaguaribe, no Ceará, e o Alto Oeste do RN vinha, segundo o delegado Inácio Rodrigues, de São Paulo através de caminhoneiros. O grupo abastecia traficantes menores em Pau dos Ferros, São Miguel, Alexandria, Rodolfo Fernandes, Apodi e Mossoró. No Ceará as cidades abastecidas pelo bando eram Fortaleza, Russas, Limoeiro do Norte, Tabuleiro do Norte, Jaguaribe, Nova Jaguaribe, Iracema e Irerê. O delegado acredita que a investigação desmantelou as duas pontas do tráfico: “dos distribuidores aos traficantes menores”. Outros acusados foram presos no curso da investigação.

Números da operação Stone:
- 35 presos;
- 34 mandados de busca e apreensão cumpridos no RN e CE;
- 25 quilos de maconha apreendidos, pedras de crack e papelotes de cocaína;
- Munições, um fuzil calibre 762, dois revólveres 38 e duas pistolas (calibres 380 e .40) apreendidas;
- Dois automóveis Gol apreendidos e duas motos;
- Cerca de R$ 10 mil apreendidos;
- Duas residências e uma motocicleta com o sequestro de bens decretados pela Justiça por terem sido obtidos com dinheiro do tráfico;
- Quatro contas bancárias bloqueadas.

A rota do tráfico
Paraguai » São Paulo » Ceará (Região do Jaguaribe)» Rio Grande do Norte (Pau dos Ferros, São Miguel, Alexandria, Rodolfo Fernandes, Apodi e Mossoró).
FONTE-TN

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Monte Alegre: polícia prende três suspeitos de participação em tentativa de assalto

A polícia prendeu mais dois suspeitos de participação na tentativa de roubo a um carro forte na cidade de Monte Alegre, distante 34 quilômetros de Natal. Com essas prisões, já são três suspeitos detitos após o tiroteio que parou a cidade na tarde desta quarta-feira (18). Todos suspeitos são paraibanos.

Ainda na tarde desta quarta, já havia sido preso Izaqueu Ramos da Silva. As diligências continuaram durante a madrugada e os policiais conseguiram capturar ainda Ivanildo Domingos da Silva e Erivan Pereira de Souza. Todos serão ouvidos pela equipe da Divisão Especializada em Investigações e Combate ao Crime Organizado (Deicor) na manhã desta quinta-feira (19).

O crime
Por volta das 12h40 desta quarta, a quadrilha (a polícia não informou com precisão se foram seis ou oito homens) com armas de grosso calibre, em um gol prata de placas CMF 5246 de Mamanguape (PB) e em duas motos chegaram à cidade e atiraram contra três policiais militares que estavam na frente do prédio da Guarda Municipal da cidade (local onde funciona também o batalhão da PM).

Segundo os policiais que estavam no local, o objetivo da quadrilha era roubar o carro forte que estava chegando à cidade para abastecer a agência do Banco do Brasil. Agentes penitenciários que estavam no fórum fazendo a guarda de dois presos que eram ouvidos em uma audiência ao perceberem o tiroteio também atiraram contra os bandidos. Os criminosos fugiram do local em uma viatura da PM e levaram como reféns os três policiais: o sargento Nascimento, o soldado J.Gomes e o soldado Cristiano. As vítimas foram liberadas em Laranjeiras de Abdias. Os bandidos fugiram pelo canavial.

De acordo com informações da polícia, a viatura com rastreador facilitou a localização do veículo. Um rádio HT também teria auxiliado as vítimas a acionarem a polícia. O sargento Nascimento foi baleado com um tiro na perna durante o tiroteio e, depois de ter sido liberado pelos bandidos teria sido socorrido para o hospital Walfredo Gurgel, o soldado Cristiano foi ferido com um tiro de raspão no rosto. Após ter sido medicado no Hospital Maternidade Lavosier Maia seguiu com outros PMs em diligências para capturar os criminosos. Já o soldado J. Fernandes permaneceu parte da tarde no ambulatório do hospital em Monte Alegre. Ele apareceu na porta e disse que não queria falar com a imprensa.

Um familiar afirmou que o soldado estava psicologicamente abalado e que a mulher da vítima também passou mal depois de saber que o marido havia sido feito refém. Após ter sido medicado, enfermeiros disseram que o soldado estava com a pressão alta, 15 por 11. O Gol utilizado pelos bandidos foi periciado por funcionários do Instituto Técnico-Cientifico de Polícia (Itep) no final da tarde. Várias marcas de tiros foram encontradas no carro.

Um outro veículo que estava estacionado próximo ao local do tiroteio foi atingido por um disparo. No vidro da parte de trás do Celta prata de placas HLB/ 8328 de Belo Horizonte (MG) era possível ver que o tiro foi de uma arma de grosso calibre. Apesar do horário em que ocorreu o tiroteio, nenhum pedestre foi atingido por bala perdida.

Uma multidão se aglomerou no centro da cidade para ver a movimentação da polícia e os estrago feito pelos criminosos. A avenida João de Paiva, principal via do município (onde ocorreu o tiroteio) ficou interditada por causa da ação dos bandidos.

O tenente Carlos Farias informou à reportagem da Tribuna do Norte que o carro forte que seria roubado pelos bandidos teria parado em uma rua próxima do local do tiroteio e ao perceber que iria ocorrer um assalto, o condutor do carro forte não seguiu para a agência bancária (que fica localizada na mesma rua onde ocorreu a ação dos criminosos). “O carro forte voltou para Natal. Não sei o carro forte iria abastecer o banco ou se iria retirar o dinheiro da agência”, detalhou o policial.
FONTE-TN

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Itep identifica motoqueiro morto na BR-101; PRF libera trânsito no local


Peritos do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep) identificaram o motoqueiro que morreu atropelado por um caminhão após cair na pista na BR-101, em Emaús, na manhã desta quarta-feira (18). Trata-se do estudante André Luiz de Oliveira Roberto, de 21 anos. O corpo dele foi recolhido e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) já liberou o trânsito no local do acidente.

André Luiz era aluno do curso técnico de segurança do trabalho do Senac e trabalhava como entregador. Ele tinha comprado a moto em que trabalhava havia apenas dois meses.

O estudante morreu após colidir a moto dele, de placa NNS-9295, em uma caminhonete Hilux de placas MZG-8071, no sentido Parnamirim-Natal da BR-101.

Após a colisão, André Luiz perdeu o controle e caiu na pista. Um caminhão que vinha logo atrás não conseguiu parar e passou por cima do corpo dele, que morreu na hora. O motorista do caminhão se evadiu sem prestar socorro. As placas do veículo não foram anotadas.

FONTE-TN

Ampliação de Alcaçuz vai criar mais 400 vagas

A Secretaria de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte (Sejuc) assinou segunda-feira um contrato e uma ordem de serviço para entregar um novo módulo com capacidade para 400 presos na penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, Grande Natal. O novo prédio, construído com monoblocos de concreto, deverá ser entregue em dezembro e vai custar R$ 10,9 milhões dos cofres do Governo do Estado.

“Assinei o contrato e já iniciamos a terraplanagem de uma área que fica na parte de trás de Alcaçuz. Essa obra deve durar 30 dias e logo em seguida será iniciada a montagem dos blocos. Pelo contrato, o novo prédio estará pronto para receber detentos já em dezembro próximo”, falou o titular da Sejuc, Leonardo Arruda. Na próxima segunda-feira, engenheiros da empresa contratada para a obra, a gaúcha Verdi Construções, deve visitar Alcaçuz e preparar o início da construção.

Durante a obra de terraplanagem, a Verdi Construções fará o transporte dos monoblocos. “Ao todo, são 39 toneladas de concreto. Uma carreta tem capacidade de transportar apenas duas celas. Por isso vamos iniciar essa logística logo”, falou Arruda.

O contrato prevê a construção de 50 celas com capacidade para abrigar oito detentos e mais duas individuais, que serão usadas para triagem de novos presos. Leonardo Arruda disse que ainda não sabe se esse novo módulo vai ser usado para receber presos provisórios ou condenados de Justiça. “Isso ainda será visto quando retornar a Natal. Mas já adianto que o módulo de monobloco é mais seguro que o convencional, é construído de forma mais rápida e ainda tem a manutenção mais barata”, concluiu. Com mais essas vagas criadas, Alcaçuz, que já custodia 600 detentos, vai assumir mais o perfil de complexo penal. “Hoje, já não existe ligação entre os pavilhões e isso deve aumentar com a ampliação”, afirmou o secretário, explicando que o “baixo” valor é consequência da estrutura que já existe.

Site informa o que é o ‘módulo de monobloco’

O site da Verdi Construções informa que os monoblocos multifuncionais são pré-fabricados industrialmente com materiais de alta performance, em um sistema de modulação. “Isto possibilita uma gama incontável de soluções arquitetônicas, todas de segurança máxima, com diversas capacidades e áreas construídas, sempre priorizando a humanização, o que favorece a recuperação do preso, valoriza o funcionário e facilita a administração.

É a aquisição de qualidade com a ótima relação custo/benefício durante seu tempo de uso”, diz um texto no site da empresa gaúcha.

A proposta, ainda de acordo com o site da empresa, “é baseada no diagnóstico do sistema prisional brasileiro de superlotação, alta degradação dos edifícios, sem a recuperação correspondente, mesmo com os elevados custos de operação e manutenção”. Segundo Leonardo Arruda, o concreto utilizado na ampliação de Alcaçuz será, aproximadamente, quatro vezes mais resistente que o tradicional.

“A alta resistência a esforços, abrasão, fogo, tiros, ataques químicos, aliados à estanqueidade, a baixa porosidade e a ausência de ferragem, conferem aos materiais uma performance de grande durabilidade, conforto e salubridade, de cerca de 3 vezes mais, em relação aos concretos de alta resistência tradicionais. Também são adotadas grades de aço.

FONTE-TN

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Propaganda eleitoral gratuita começa a ser veiculada nesta terça-feira


A propaganda eleitoral gratuita para a divulgação das propostas dos mais de 20 mil candidatos às eleições de 3 de outubro começa a ser veiculada no rádio e na televisão na próxima terça-feira (17) e vai ao ar até 30 de setembro. Serão veiculados dois blocos de 50 minutos, de segunda a sábado, sempre às 7h e 12h no rádio e às 13h e 20h30 na televisão, considerado o horário de Brasília.

Além dos programas em bloco, serão veiculados 30 minutos diários - seis para cada cargo - em forma de inserções de até 60 segundos, ao longo da programação das emissoras, entre 8h e 24h, inclusive aos domingos. De acordo com a legislação, é proibida a divulgação de propaganda paga nas emissoras de rádio e TV. A propaganda dos candidatos nesses veículos restringem-se ao horário eleitoral gratuito.

CARGOS

Às segundas, quartas e sextas-feiras será veiculada a propaganda dos candidatos a governador (18 minutos), seguida dos programas de deputado estadual/distrital (17 minutos) e senador (15 minutos).

Já às terças, quintas e sábados será transmitida a propaganda de candidatos à Presidência da República (25 minutos) e, logo depois, a de deputado federal (25 minutos).

TEMPO

Na última terça-feira (10), o Tribunal Superior Eleitoral aprovou resolução com a divisão do tempo de propaganda entre os nove candidatos a presidente da República. Em cada bloco, a coligação “Para o Brasil seguir mudando”, cuja candidata é Dilma Rousseff, terá direito a dez minutos, 38 segundos e 54 centésimos. O segundo maior tempo - sete minutos, 18 segundos e 54 centésimos - é o da coligação “O Brasil Pode Mais”, que lançou a candidatura de José Serra. A candidata do Partido Verde, Marina Silva, terá um minuto, 23 segundos e 22 centésimos.

A propaganda de Plínio Arruda Sampaio (PSOL) terá a duração de um minuto, um segundo e 94 centésimos. Já os outros cinco candidatos a presidente, Rui Costa Pimenta (PCO), José Maria de Almeida (PSTU), José Maria Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Ivan Pinheiro (PCB) contarão com 55 segundos e 56 centésimos cada um.

Quanto às inserções, Dilma Rousseff terá o maior tempo diário: 2’33”24. Já José Serra terá 1’45”24. Os outros candidatos contarão com menos de um minuto diário: Marina - 19”97 e Plínio Arruda Sampaio - 14”86. Rui Costa Pimenta, José Maria de Almeida, José Maria Eymael, Levy Fidelix e Ivan Pinheiro contarão com 13”33 cada.

NORMAS E PROIBIÇÕES

A propaganda eleitoral gratuita na televisão deverá utilizar a Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) ou o recurso de legenda. Durante a transmissão, o programa deverá ser identificado pela legenda “propaganda eleitoral gratuita”.

No horário reservado para a propaganda eleitoral, não é permitida a utilização comercial ou propaganda realizada com a intenção, ainda que disfarçada ou subliminar, de promover marca ou produto; nem a participação de qualquer pessoa mediante remuneração.

Também é proibida a veiculação de propaganda que possa degradar ou ridicularizar candidatos. Quem desrespeitar essa norma pode ser punido com a suspensão da transmissão do próximo programa.

Além disso, é proibido usar trucagem, montagem ou outro recurso de áudio ou vídeo que, de alguma forma, degradem ou ridicularizem candidato, partido político ou coligação. Os infratores, nesse caso, ficam sujeitos à perda de tempo equivalente ao dobro do usado na prática do ilícito.

A pedido de partido político, coligação ou candidato, a Justiça Eleitoral impedirá a reapresentação de propaganda ofensiva à honra de candidato, à moral e aos bons costumes.

DIREITO DE RESPOSTA

O candidato a presidente que se sentir ofendido no horário eleitoral deve encaminhar pedido de direito de resposta ao TSE no prazo de 24 horas, contado a partir da veiculação do programa. Os candidatos aos outros cargos devem encaminhá-lo ao Tribunal Regional Eleitoral do Estado por onde vai concorrer. O pedido deverá especificar o trecho considerado ofensivo ou inverídico e o interessado deve anexar a mídia da gravação do programa e a respectiva degravação.

Caso o pedido seja deferido, o ofendido usará, para a resposta, tempo igual ao da ofensa, sendo que este nunca será inferior a um minuto, no horário destinado ao partido ou coligação ofensor. Se o tempo reservado ao partido político ou à coligação responsável pela ofensa for inferior a um minuto, a resposta será levada ao ar tantas vezes quantas forem necessárias para a sua complementação.

OBRIGATORIEDADE

São obrigadas a veicular a propaganda eleitoral as emissoras de rádio, inclusive as rádios comunitárias; as emissoras de televisão que operam em VHF e UHF e os canais de televisão por assinatura sob a responsabilidade do Senado Federal, da Câmara dos Deputados, das Assembleias Legislativas e da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

SEGUNDO TURNO

Caso haja segundo turno para presidente ou governador em 31 de outubro, a propaganda eleitoral gratuita pode começar a partir das 48 horas da proclamação dos resultados do primeiro turno, sendo o dia 16 de outubro a data limite para o seu início.

Da redação do DIARIODENATAL.COM.BR com informações do TSE

Alvinegro perde em Campina Grande e deixa de ser líder do grupo

O velho ditado "quem não faz, leva" se fez presente mais uma vez no estádio Amigão, para o jogo entre Campinense e ABC. Perdendo vários gols e tendo outro anulado, a equipe abcedista acabou sendo derrotada pelo placar mínimo, graças ao gol nascido do contra-ataque rápido do time paraíbano, aos 41 minutos do primeiro tempo. Bruno Recife recebeu na área e teve o trabalho apenas de empurrar para o gol, sem chances para o goleiro Wellington.

Sete minutos antes do gol do Campinense, o ABC teve um gol anulado. Eraldo completou cruzamento de João Paulo e balançou as redes do time paraíbano. No entanto, o auxiliar levantou a bandeira, marcando um polêmico impedimento.

Após o apito final do árbitro, não faltou lamentações da comissão técnica e dos jogadores pelo placar. "Totalmente injusto. Pelo que o ABC jogou hoje, talvez tenha sido o resultado mais injusto da minha estada aqui no clube", afirmou o técnico do ABC, Leandro Campos, que espera mais sorte na próxima rodada. "Vamos com calma, porque pelo que time jogou hoje, mostrou qualidade e vamos atrás do resultado em casa", afirmou o técnico, se referindo ao próximo jogo do clube, no domingo (22), contra o Salgueiro, no estádio Frasqueirão, em Natal.

Ficha técnica

Campinense (1): Luiz Henrique; Cafu, Alemão, Maurício Gaúcho e Rogerinho; Stênio, Tavinho (Henrique), Daniel (Marquinhos Mossoró) e Márcio Tarrafas; Zé Maria e Bruno Recife (Jonatas). Técnico: Suélio Lacerda

ABC (0): Wellington; Lisa, Tiago Garça, Leonardo e Renatinho Potiguar (Gabriel); Basílio, Ricardo Oliveira (Ricardinho), Everton Cesar e Cascata; João Paulo e Eraldo (Éderson). Técnico: Leandro Campos

Estádio: Amigão
Horário: 16h, domingo (15)
Árbitro: Cleston Santino Pereira-CE
Assistentes: Alessandro Magno de Mesquita-CE e Francisco Rudson Rocha-CE

FONTE-TN

domingo, 15 de agosto de 2010

Ibope: Rosalba tem 48%, Iberê 20% e Carlos 12%

A senadora Rosalba Ciarlini (DEM) lidera com 28 pontos percentuais de diferença, em relação ao segundo colocado, a preferência do eleitorado potiguar para o Governo do Estado. A estatística foi revelada pela pesquisa Ibope/Fiern divulgada nesse sábado. A candidata do DEM aparece com 48%. Já o governador Iberê Ferreira (PSB), que disputa a reeleição, aparece em segundo lugar com 20%.

O terceiro colocado na pesquisa é o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo, candidato pelo PDT com 12%. Os candidatos Roberto Ronconi (PTC) e Sandro Pimentel (PSOL) aparecem, cada um com 1%. Bartô Moreira (PRTB) e Simone Dutra (PSTU) não pontuaram na pesquisa. O número de indecisos soma 9% e de brancos e nulos 8%.

Se a eleição fosse hoje e considerando os números revelados pela pesquisa Ibope/Fiern, o pleito potiguar seria decidido já no primeiro turno com uma diferença de 14 pontos percentuais a favor da senadora do DEM, que tem 48%, e os demais candidatos, juntos, somam 34%. Considerando a margem de erro, de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, a candidata Rosalba Ciarlini varia de 45% a 51%. Já o governador Iberê Ferreira tem uma variação de 17% a 23%. Carlos Eduardo aparece entre 9% e 15%. As variações, no cenário atual, não influiriam para levar a decisão do pleito para o segundo turno.

A pesquisa Ibope foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, no protocolo número 21603/2010 e entrevistou 812 pessoas no período de 10 a 12 de agosto. A pesquisa foi contatada pela Federação da Indústria do Estado do Rio Grande do Norte (Fiern) e custou R$ 47 mil.

Na pesquisa espontânea, onde o entrevistador não cita o nome dos candidatos, 57% das pessoas responderam que ainda estão indecisas. Entre os candidatos, Rosalba Ciarlini lidera com 21%. Iberê Ferreira está em segundo com 11% e 3% dos entrevistados declaram votar em Carlos Eduardo. 6% dos eleitores declaram votar em banco ou anular.

Rejeição

A pesquisa Ibope/Fiern ouviu os entrevistados também sobre a rejeição dos candidatos. Com 24% a candidata Simone Dutra (PSTU) lidera a rejeição. NO TRE/RN, a candidatura dela foi impugnada por problemas no registro.

Em segundo lugar, nos índices de rejeição, estão Sandro Pimentel (PSOL) e Iberê Ferreira (PSB), ambos com 23%. Dos entrevistados, 21% declaram não votar “de jeito nenhum” em Carlos Eduardo (PDT). O mesmo índice de Bartô Moreira (PRTB). A governadorável com o menor índice de rejeição é Rosalba Ciarlini (DEM), com 13%.

No estudo também foi revelado o percentual de confiança do eleitor para a vitória dos candidatos. Com a pergunta “Independente da sua intenção de voto, quem o(a) senhor(a) acha que será o próximo governador do Rio Grande do Norte?”, 51% responderam acreditar na vitória de Rosalba Ciarlini. Outros 17% disseram apostar na vitória de Iberê Ferreira e 8% dos entrevistados disseram acreditar que o governador será Carlos Eduardo.

Dos entrevistados, 22% disseram não saber ou preferiram não responder a questão.

Garibaldi está com 53% e José Agripino com 47%

O senador Garibaldi Filho (PMDB) lidera a preferência do eleitorado na disputa para o Senado Federal. Os números revelados pela pesquisa Ibope/Fiern apontam que, somados o primeiro e segundo votos para o Senado, o peemeedebista tem 53% das intenções de votos dos eleitores potiguares.

O senador José Agripino Maia (DEM) aparece com 47% e a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) 38%. Considerando-se a margem de erro da pesquisa, de 3 pontos percentuais, a votação do peemedebista pode variar de 50% a 56%. José Agripino Maia teria uma variação de 44% a 50%, enquanto Wilma de Faria de 35% a 41%.

O ex-vereador Hugo Manso (PT) está com 4%. Dario Barbosa (PSTU) aparece com 2%. Joanilson Rego (PSDC), Marcônio Cruz (PRTB), Clóvis Costa (PTC) e Ronaldo Garcia (PSOL) aparecem, cada um, com 1%. Alexandre Guedes (PSTU), Sávio Hackradt (PC do B) e Valdemar Soares (PSOL) não foram citados. 21% dos entrevistados citaram apenas um candidato, 15% declararam votar branco ou nulo e outros 15% disseram estar indecisos.

Estratificação

O Ibope fez a relação da votação dos candidatos ao Senado com a região do Estado, contabilizando o primeiro e segundo voto. Nesse detalhamento, o senador Garibaldi Filho tem a melhor votação na região Agreste com 63%. O peemedebista tem a menor votação no Oeste com 46%.

Já o senador José Agripino Maia tem a votação mais expressiva no Agreste, com 52%, e o menor percentual em Natal com 38%.

A ex-governadora Wilma de Faria tem o melhor desempenho na região do Agreste e Leste, onde aparece com 44%. A menor votação é na região Oeste do Estado, com 29%.

Dilma lidera preferência do eleitor potiguar

Na eleição para Presidência da República, na pesquisa Ibope/Fiern Dilma Rousseff (PT) lidera a intenção de votos com 50%. Em segundo lugar aparece o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) com 29%. A terceira colocada é a senadora Marina Silva com 9%. Os eleitores indecisos somam 5%. Esse foi o mesmo percentual dos que declararam a intenção de votar em branco ou anular o voto.

Na pesquisa espontânea, Dilma Rousseff também lidera. A ex-ministra está com 34%, enquanto José Serra aparece com 13% e Marina Silva 4%. Os eleitores que se declaram indecisos somam 42%.

Na projeção para o 2º turno nas eleições presidenciais, levando em conta a disputa entre a ex-ministra Dilma e o ex-governador Serra. A candidata petista teria 57% das intenções de votos, contra 35% do candidato do PSDB. O número de indecisos, no segundo turno, seria de 4%, igual ao percentual dos que declararam votar em branco ou anular o voto.

FONTE-TN

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Acidente envolvendo quatro carros deixa trânsito congestionado na BR-304


Um acidente envolvendo quatro veículos deixou o trânsito congestionado na ponte Felipe Guerra, na BR-304. Os veículos foram um caminhão pipa, um Fiat Uno, uma caminhonete e uma moto GC.

De acordo com o motorista do Uno, o caminhão colidiu com seu veículo e em seguida invadiu a contramão e bateu de frente com a caminhonete. Após bater no caminhão, o Uno colidiu com a moto. O trânsito no local ficou interditado por algumas horas.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Missa presta homenagem à memória de Aluízio Alves


Familiares e amigos do ex-ministro Aluízio Alves participaram ontem, na igreja de Nossa Senhora da Esperança, na Cidade da Esperança, da missa em celebração aos 89 anos de nascimento do líder político. “A saudade é um sentimento teimoso e que me abastece a alma e o coração”, afirmou Agnelo Alves, que participou da celebração com os outros irmãos do ex-ministro, Garibaldi Alves, Diúda Alves e Madre Alves. Três dos filhos de Aluízio – o deputado Henrique Alves, Ana Catarina e Aluízio Filho – participaram do ofertório da missa.

“É inexplicável porque parece que o tempo não passa. É sempre uma saudade renovada”, disse Ana Catarina. Aluízio Filho assinalou que a data remete aos velhos tempos. “Com muita força, amizade e saudade, passamos mais esta data sem os nossos pais”, destacou ele.

O pároco Agustin Calatayud y Salom lembrou que, por cerca de 20 anos, o ex-governador comemorou o seu aniversário na mesma capela, com as mesmas pessoas, o que mobiliza até hoje uma grande número de pessoas a participarem da celebração. Entre os presentes, populares com camisetas, lenços e adereços verdes, que relembram a trajetória de vida do ex-ministro peemedebista. É o caso do aposentado Luiz Arcanjo, que afirmou acompanhar a trajetória política dos familiares do ex-governador desde os 15 anos de idade. Ele hoje tem 63. “Não perco nenhuma oportunidade de homenagear Aluízio. Muitas vezes, quando lembro das campanhas do passado até choro. Tenho saudade de ver aquele mundão de gente com os galhos de coqueiros nos comícios. Hoje é outra história”, lamentou.

O senador Garibaldi Filho e o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, sobrinhos de Aluízio Alves, enfatizaram a importância de manter acesa a memória do tio. “Aluízio estará sempre presente em nossa memória e no nosso coração. Nesta campanha estou encontrando por onde ando os sinais comovedores de sua presença. Estou sempre sendo recebido pelas pessoas com as suas fotografias, algumas amareladas pelo tempo, mas a recordação é uma só”, disse Garibaldi. “Pela grandeza da obra que deixou ao Rio Grande do Norte é um político imortal. Foi a maior liderança política e popular do Estado e hoje estou aqui para homenagear a memória dele”, completou Carlos Eduardo.

Há quatro anos, o ex-ministro, ex-governador e ex-deputado federal Aluízio Alves estava em casa, no início da tarde do dia 3 de maio de 2006, quando sentiu-se mal. O jornalista e político, então com 84 anos e recuperado de um câncer, sofreu uma parada respiratória seguida de parada cardíaca e veio a falecer na tarde do dia 6, um sábado. Desde então, amigos e familiares continuam celebrando na mesma igreja, com o mesmo pároco a data em homenagem ao seu natalício.

FONTE-TN

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Preço da cesta básica em Natal cai pela terceira semana consecutiva


Pela terceira semana consecutiva, a cesta básica comercializada nos supermercados e hipermercados de Natal apresenta variação negativa. Desta vez os preços caíram, em média, 0,63% em relação à última semana de julho.

Nas últimas quatro semanas a variação acumulada também é negativa (-4,92%). O custo médio da cesta básica para consumo mensal de uma família de seis pessoas – quatro adultos e duas crianças – que era de R$ 326,24, caiu para R$ 324,20.

A pesquisa é realizada semanalmente pelo Procon Natal – Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor – órgão vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social da Prefeitura Municipal do Natal, junto a seis supermercados e seis hipermercados da capital, incluindo 40 itens básicos de alimentação e limpeza, dos quais apenas 17 subiram esta semana, 22 sofreram redução e um – detergente líquido – permaneceu estável.

Os produtos industrializados e semi-elaborados caíram 0,66% e os produtos de higiene e limpeza, -2,96%. Já os legumes, frutas e verduras registraram aumento médio de 1,37%.

As maiores reduções da semana foram observados no chuchu (caiu 25,4%), macarrão com sêmola (-10,5%), laranja pera (-10,2%), alface (-9,3%), creme dental de 50g (-9,3%) e cebola pera (-7,7%).

Por outro lado, dentre os produtos que registraram aumento de preço na primeira semana de agosto, destaque para o jerimum leite (subiu 11,3%), macaxeira (+10,3%), tomate (+8,5%), frango congelado (-4,2%) e fubá pré-cozido (-4,0%).

* Fonte: Procon Natal.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Rosalba tem 44,86%, Iberê 20,57% e Carlos 16,57%


A possibilidade das eleições para o governo do Rio Grande do Norte ser decidida já no primeiro turno, mas por um percentual mínimo de votos (0,01%), e o alto índice de eleitores que ainda admitem mudar o voto são as duas novas referências que a pesquisa TRIBUNA DO NORTE/Certus agrega, neste momento, às analises sobre a campanha eleitoral no Estado. A senadora Rosalba Ciarlini (DEM) mantém a liderança das intenções de voto entre os potiguares, com 44,86%; o governador Iberê Ferreira de Sousa (PSB) está em segundo, com 20,57%; o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT) tem 16,57% e os demais candidatos somam 1,71%.

A Certus aplicou, no mesmo período, duas pesquisas distintas: uma com abrangência estadual e outra na capital potiguar (veja o quadro Dados Técnicos e texto complementar, nesta edição). A indefinição quanto à vitória de um dos candidatos, se no primeiro ou no segundo turno, só existe nas projeções que podem ser feitas a partir da margem de erros de 3% para mais ou para menos, analisadas pela Certus.

No total de votos válidos, todos os demais candidatos somam 38,85% das intenções de votos contra 44,86% obtidos pela senadora Rosalba Ciarlini. Levando-se em conta a margem de erro, os demais candidatos podem somar para mais até 41,85% e Rosalba recuar para 41,86% das intenções de votos, ultrapassando por bem pouco (0,01%) o percentual de 50% dos votos válidos.

“Os números ainda não configuram a confirmação de que haverá segundo turno nem nos autorizam a garantir que a eleição será decidida no primeiro”, analisa o diretor do instituto Certus, Mardone França. Para ele, “há uma incerteza” quanto ao resultado da votação do próximo dia 3 de outubro, demonstrada nos dados levantados pela pesquisa. “Certamente as próximas pesquisas da série nos darão um cenário melhor. A partir da segunda já teremos uma luz a respeito das tendências”, acredita Mardone França.

A outra possibilidade, sempre levando em conta a margem de erro de 3%, é dos demais candidatos somarem apenas 35,85% e a senadora do DEM chegar a 47,86%. Neste caso, a vitória da senadora também se dará no primeiro turno, mas com uma vantagem de quase 12% dos votos.

Ainda a respeito dos números, Mardone França considerou normal o índice “relativamente baixo” de indecisos (8,79%), mas lembrou que isso torna difícil uma mudança drástica do cenário, a não ser que surjam “fatos novos”. “Os três principais candidatos são muito conhecidos de todos os eleitores”, lembra Mardone.

Espontânea e mudanças

Os números da pesquisa espontânea (na qual os nomes dos candidatos não são apresentados ao eleitor), com abrangência estadual, mostram Rosalba Ciarlini com 25,09%, e Iberê Ferreira com 12,72%. 3.67% dos entrevistados citaram outros nomes, 7,29% nenhum, 46,10% não sabem e 0,43% não respondeu.

Outra informação que chama a atenção é o percentual de eleitores que admitem a mudar de voto até o dia da eleição: 42,78%. “Faltando menos de dois meses para a votação, esse é um percentual alto e também um dado interessante para os candidatos que pretendem ganhar os votos desses eleitores claudicantes. Esse percentual aumenta ainda mais a importância da propaganda de rádio e televisão e da apresentação de propostas no horário gratuito”, alerta Mardone

A pesquisa TN/Certus registrou, ainda, 7,21% de entrevistados que afirmaram não votar em nenhum dos candidatos e 0,29% que preferiram não responder a pergunta sobre em que candidato votará para governador.

Dados técnicos

Na pesquisa de âmbito estadual (registro 21.038/2010 - TRE/RN) a Certus realizou 1.400 entrevistas domiciliares em municípios selecionados por todas as microrregiões administrativas do Rio Grande do Norte. A amostra está estratificada por sexo, idade, grau de instrução e renda, com margem de erro (para mais ou para menos) de 3.0% e intervalo de confiança de 95%. As entrevistas foram realizadas no período de 31/07 a 02 de agosto deste ano.

Na pesquisa de âmbito municipal (Natal), registrada sob nº 20.864/2010 – TRE/RN, foram realizadas 702 entrevistas domiciliares em áreas selecionadas nas quatros zonas administrativas, estratificadas por sexo, idade, grau de instrução e renda. A margem de erro é de 2,5% (para mais ou para menos) e o intervalo de confiança é de 95%. O período da coleta de dados foi de 31/07 a 02 de agosto.

Os relatórios completos das duas pesquisas estão disponíveis no site da TN online (www.tribunadonorte.com.br)

Disputa eleitoral está mais equilibrada na Grande Natal

A liderança da senadora Rosalba Ciarlini (DEM) nas intenções de votos entre os potiguares abrange todas as faixas etárias, níveis de renda, grau de instrução e diferenciação por sexo. Em cada uma dessas faixas, a candidata mantém percentuais entre 41,51% (entre os eleitores com renda de mais de oito salários mínimos) e 50,56% (entre os eleitores com idade entre 16 e 24 anos).

A única oscilação dessa liderança foi registrada pela pesquisa TN/Certus ao se fazer a estratificação das intenções de votos entre os eleitores da Grande Natal e da região Agreste. No primeiro caso, além da situação especifica de Natal (veja texto complementar nesta página), a distribuição das intenções de votos entre os candidatos na região metropolitana da “Grande Natal” aparece equilibrada entre Rosalba Ciarlini, que tem 35,29%, e Carlos Eduardo, com 30,25% (Iberê tem 15,34%). No Agreste, a liderança da senadora Democrata, que tem 37,76% entre os eleitores desta região, é contestada pelo desempenho do governador Iberê Ferreira de Sousa, com 35,71% (Carlos tem 10,20%).

As vantagens maiores, para a candidata do DEM, são registradas nas duas regiões onde ela tem origens políticas. No Médio Oeste/Mossoró, as intenções de votos para Rosalba são de 72,15%, contra 9,13% do governador e 5,48% de Carlos Eduardo, e no Alto Oeste, onde 56,43% são para Rosalba; 23,57% para Iberê e 3,57% para Carlos Eduardo.

Na região Leste do estado, Rosalba tem 37,96%; Carlos Eduardo 19,44% e Iberê 15,74%. No Seridó, as intenções de votos estão distribuídas da seguinte maneira: 39,72% para Rosalba; 27,66% para Iberê e 9,22 para Carlos. Na região Central, Rosalba tem 43,33%; Iberê 30% e Carlos 14,17%.

Garibaldi fica com 53,74%, e José Agripino com 50,45%

O candidato Garibaldi Alves Filho (PMDB) lidera a disputa por uma das duas vagas no Senado com 53,74%, já somados o primeiro e o segundo votos dos eleitores. José Agripino (DEM) está com 50,45%, nas mesmas condições, de acordo com os números da pesquisa TRIBUNA DO NORTE/Certus. Os candidatos da coligação “Vitória do Povo”, Wilma de Faria (DEM) e Hugo Manso (PT), vem em terceiro e quarto lugares respectivamente, com 46,59% e 5,79%. Já Joanilson Rêgo, do PSDC, obteve 1,36% e Sávio Hackradt, do PDT, 1,07%. Os números representam votos conjuntos, ou seja, foram oferecidas duas opções para cada entrevistado, mesma situação que o eleitor terá na urna no dia 3 de outubro.

O melhor desempenho do senador Garibaldi Filho chega a 58,15% das preferências entre eleitores da região do Seridó. O pior resultado do peemedebista é na região Leste (49,08%). A ex-governadora Wilma de Faria está bem votada na região Central, onde alcança 55%, assim mesmo abaixo dos 55,83% concedidos a José Agripino que tem, nesta região, o melhor desempenho. Os piores desempenhos de Agripino e Wilma são no Seridó, com 41,14% e 32,82%, respectivamente.

Dos entrevistados, 17,51% não votariam em nenhum dos candidatos ao Senado e 19,15% ainda não sabem em quem votar.

Ainda para o Senado, Marcônio Cruz (PRTB) ficou com 1% das preferências, Dário Barbosa (PSTU) 0,93%, Alexandre Guedes (PSTU) e Ronaldo Garcia (PSOL) com 0,5%, Pastor Clóvis Costa 0,35% e Valdemar Soares (PSOL) 0,28%.

FONTE-TN

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

NOVO VISUAL BLOG


BLOG DA 87FM AGORA COM NOVO VISUAL. ESPERO QUE GOSTEM, DIGA O QUE ACHOU DO NOVO VISUAL.VOTE NA ENQUETE AO LADO

domingo, 8 de agosto de 2010

FELIZ DIA DOS PAIS

Pe José Elenilson esteve presente aqui na rádio EXECUTIVO FM.


O Pe Lenilson, recém chegado na Paróquia de Nossa Senhora do Ó aqui de Nísia Floresta, marcou presença na edição deste sábado (8)de Agosto do programa Conversando com José Maria, da rádio FM Executivo. O padre comentou, além de outros assuntos, sobre a realização da Festa do Balão, que acontece por muitos anos no largo da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Ó.

Pe Lenilson comunicou que entrou em contato com os orgãos competentes para garantir a integridade de uma das construções mais antigas da cidade. O pároco explicou quem não quer causar polêmica e não é contra a realização do evento, mas sim, quer zelar por um patrimônio municipal.

Na conversa com o Pe. Lenilson, o professor José Maria anunciou a volta da transmissão da Santa Missa todos os domingo às 19:30 hs, ao vivo, a partir do próximo dia 29, diretamente da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Ó.


Por Agripino Marques Jr. do Nísia Digital

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Dnit garante início das obras das marginais da BR-101

As obras de construção e pavimentação a asfalto da rodovia federal BR-101, entre Natal e Parnamirim, devem começar no dia 30 de agosto e a previsão de término é dezembro de 2010, informou a Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). As marginais abrangem toda a extensão que vai do Viaduto de Ponte Negra até à saída de Parnamirim, perfazendo um total de 12,40 quilômetros. A obra faz parte do projeto de duplicação da BR-101, com investimentos da ordem de R$ 147 milhões.

“Certamente a obra mudará o trânsito de veículos, visto que as marginais serão completamente livres, sem semáforos”, explica o superintendente Fernando Rocha, a respeito do fato de que o trânsito pela rodovia federal será exclusivo para quem vai sair de Natal para o interior e outros estados do país, enquanto as marginais visam desafogar o trânsito urbano entre Natal e Parnamirim.

“As marginais servirão basicamente para o tráfego local, dando comodidade e segurança para os usuários que desejam ir de um bairro a outro, utilizando a BR-101”, acrescentou Rocha.

A última fase de construção das vias marginais da BR-101/NE no Rio Grande consiste na implantação de pistas asfaltadas nos dois sentidos da rodovia, possibilitando ao motorista transitar entre Natal e Parnamirim, com acesso a partir do Centro Administrativo. Cada via terá 12,5 km de extensão e 7,5 metros de largura.

As obras das marginais da BR-101 correspondem ao Lote 1, que se estende de Ponta Negra a Arês, no litoral Sul, e estão sendo executadas pelo 1° Batalhão de Engenharia e Construção (1° BEC) do Exército Brasileiro, sob a supervisão Dnit/RN).

Com a construção destas vias marginais, espera-se que haja uma diminuição do fluxo de veículos nos retornos que darão acesso à Avenida Maria Lacerda e ao bairro de Cidade Satélite. Isto porque, a via principal não será mais usada para a conversão. O novo retorno será feito a partir da construção da marginal, com três faixas de rolamento.

Para minimizar ainda mais o trânsito nestes trechos, não serão colocados semáforos nem faixas de pedestres nestas vias marginais.

Rocha explica que o trânsito, porém, não sofrerá grandes transtornos no período das obras, pois a circulação de veículos ocorrerá nas marginais, sem congestionar as vias principais.

Além das marginais e desse retorno, será construído um novo retorno de acesso à avenida Abel Cabral, 300 metros, depois da entrada de acesso no sentido de quem vai de Parnamirim a Natal.

Trecho depois do viaduto de Ponta Negra será beneficiado

Com o projeto, um trecho de cerca de 600 metros a partir da concessionária Ford (Salinas) até às proximidades da passarela de Neópolis sobre a BR-101 Sul, que há muito aguarda intervenção será finalmente asfaltado. Há cinco anos, as obras de pavimentação e drenagem da avenida da Integração, realizadas pelo DNIT, levaram o asfalto até à entrada do acesso a Candelária, ao final do Viaduto de Ponta Negra.

“Não estavam previstas intervenções no projeto anterior, para esta área. As obras serão feitas a partir de agora e entregues até dezembro”, garante o superintendente.

Desde então, quem transita pela marginal Dão Silveira reclama de buracos e desníveis que se multiplicam no calçamento. Em dias de chuva as imediações do posto de gasolina e lojas de veículos, ficam completamente alagadas. “A água fica empoçada, por vários dias”, disse o vendedor Antônio de Pádua Araújo.

As batidas, segundo o funcionário público Aldo Francisco da Silva, são frequentes quando os veículos desaceleram ou tentam desviar do calçamento solto. “Há muito se fala que esta obra vai ser feita, mas o que se vê é o aumento de acidentes”.

Com a implantação da rota de transporte intermunicipal, o fluxo, na altura dos condomínios residenciais passa a ser de mão dupla. A via, usada como rota de fuga em alternativa à via principal, nos horários de pico, nem sempre é garantia de fluxo rápido. “Não há sinalização, os acessos à BR estão esburacados e caminhões e ônibus passam por aqui direto em alta velocidade. É um perigo”, critica José Alves de Souza.

Outro ponto a ser modificado é a marginal que dá acesso ao túnel da Avenida das Alagoas, em Pirangi. O trecho pavimentado encerra na entrada. A estrada carroçável usada em sentido contrário por quem vem de San Vale em direção ao túnel, cederá espaço para a nova marginal com três faixas.

FONTE-TN

Rádio ao Vivo Clique no PLAY